Login
 
Not a member? Register now!
Announcements
Like us on Facebook, follow us on Twitter! Check out our new tumblr page. :)
Manga News: Toriko has come to an end; but be sure to swing by and share your favourite moments from the series!
Manhwa & Manhua News: Check out the new Manhwa and Manhua shout-out (March 2016).
Event News: One Piece Awardshas concluded. Check the results Here!
Translations: One Piece 908 by cnet128 , Gintama 687 (2)
translation-needs-proofread

BANANA FISH Volume 3

Volume 3

br
+ posted by Nintakun as translation on Apr 12, 2018 05:03 | Go to BANANA FISH

TRADUÇÃO RESERVADA, favor não usar


BANANA FISH, volume 3 (edição Bunko)

PÁG.1

- Califórnia, chegamos!
- Olha só vocês!
- Cês são o quê, turistas!?

- Velho, o que deu em você hoje?
- Você tá todo desconfiado aí inquieto.

- Quem, eu?
- Não tô desconfiado não!
*gulp*

- Fala aí, gata!
- Olha lá, o Chinese Theater!
- Será que é porque estamos aqui, hein?
- Ah, cala a boca aí por favor!

- Agora eu tô lembrando aqui de uma parada...
- Seu advogado não falou sobre a sua ex-mulher estar em Los Angeles?

- VAI CUIDAR DA SUA VIDA!
*skreee*
- OPA!

PÁG.2

* KEECH*

- Ash, na moral...
- O quê?
- Tem como você dirigir um pouco?
- Tô passando mal.

- Esquisito, hein...
- Tá certo, vou dirigir.

- É por aqui mesmo?
- Isso, só ir pela costa.
- URP

- AH, MANO! QUE NOJO!
- NÃO VOMITA NO CARRO, VELHO! BOTA A CABEÇA PRA FORA!

PÁG.3

- Pra esquerda...
- na próxima esquina.
*eca*
-uhn

- Tá vendo a casa do telhado azul? Pode parar ali.
*urp*

*SKREECH*
- ?
- ?
*TMP TMP TMP*

- O que houve?
- Ele ficou malzão do nada!
- BLERGH

- PAPAI!?

PÁG.4

- "Papai"?

- ah!

- Papai!!

- Michael!!

- MICHAEL!!
- PAPAI!!

PÁG.5

- NÃO ENCOSTA NELE, MAX!!

- Ah...

- Michale.
- Já pra dentro!

- Mas-
- Já falei, pra dentro!

PÁG.6

- Ah...
- Pelo amor de deus, Jessica! Já faz um ano inteirinho!!

- Cala a boca!
*BANG*
*WOOSH*
- Aaah!

- Eita...
- É a ex-mulher dele?
- Agora entendi porque ele tava passando mal.

- O George me disse que você fugiu.
- Mas quem diria...
- Eu não imaginaria que você iria tentar sequestrar o Michael só porque você perderia na corte!!

- HÃ? DE ONDE VOCÊ TIROU ISSO!?
- O QUE MAIS EU PENSARIA!? AINDA MAIS COM VOCÊ TRAZENDO ESSA PATOTA TODA AÍ JUNTO!

- Ô, tem algo contra a gente?
- Não é como se a gente quisesse ter vindo.
- <Sequestrar?>
- <A maioria das crianças desaparecidas nesse país são sequestradas por pais que perderam a guarda judicial delas.>

PÁG.7

- Jessica! Você entendeu errado!
- Se lembra de mim? Sou eu, Ibe! Você e o Max me hospedaram em Nova Jersey 3 anos atrás!

- Shunichi?
- É você?

- Te falar, viu...
- O Max é um irresponsável desde quando o conheço!

- A gente se conheceu num ensaio pra Penthouse.
- Eu era a modelo e ele o assistente do fotógrafo.
- Hã? Nem lembro disso.

PÁG.8

- Eu me esbarrei com ele 3 dias depois e ele nem lembrou de mim!!
- E como eu ia lembrar!? Foi pra uma série chamada "As b****** das novinhas da vizinhança" ou algum troço assim! Quem lembraria de rostos!?

- É assim que meus pais conversam, acredita? Acho que eu estaria melhor num orfanato.
- ...

- Ei, meninos.
- Vocês até que são bonitinhos. Vocês iriam querer posar pra minha revista daqui uns 5 ou 6 anos? Podemos fazer um contrato agora mesmo!
- Esquece aí, galera, a menos que vocês queram mostrar a bunda pra câmera.

- E o que tem de errado nisso!? A Playboy tá aí ganhando mó grana mostrando mulher pelada há anos e ninguém fala nada!

- Aí você quer reclamar da gente querer ganhar um dinheiro mostrando homem de bunda de fora!?
- Isso aí! Imagina só uma "Playwoman - A revista da mulher moderna"? Ia ter ensaio tipo "As pir**as da rapaziada do bairro"?!

PÁG.9

- OLHA SÓ QUEM FALA!!
- EU NADA!
- QUE TIPO DE INFLUÊNCIA VOCÊ ACHA QUE ISSO TEM NO MICHAEL!?

- E eu achando que não tinha como piorar...
- ...

- ...
*Ê CHATICE*
- ...
- Ah...

- M-me desculpem! A gente acabou com a janta de vocês, né?
- Hahaha...
- Quer mais batata, Michael?

- Não, obrigado.
- Eu vou dormir.

PÁG.10

- Boa noite, mamãe.
- Boa noite, querido.

- Boa noite, papai.
- Vai lá, filhão.
*SNIF*

- Você vai ficar um pouco, né?

- Hã? Bem...

- ...

- Eu não posso ficar por muito tempo, sabe...
- Eu tenho que voltar quando meu trabalho aqui tiver terminado.

PÁG.11

- Hunf

- Boa noite pra todo mundo.
- Boa noite!
- Boa noite!

*CLIMÃO*
- ...
- ...
- ...
- ...

- Aí, tia!

- ...
- A-Ash, tá doido!?

- Ô, Tia!

PÁG.12

- Tá falando comigo, é?
- Não tô vendo mais nenhuma tia aqui.

- Tem como me emprestar uma lista telefônica aí?
- Por favor, tia.

- Você tem bolas pra isso, né?

- Tá me enchendo só por causa do jeito que eu crio meu filho?
- Escuta aqui, isso é problema nosso e não tem nada que um pivete como você ficar se metendo onde não foi chamado.

- Nossa
- Ela fala de mim mas ela também parece até que tem bolas pra isso.

- Galera, foi mal.
- S-
- Sério mesmo, desculpa, tá?
- ...
- ...

PÁG.13

- Acho bom você expicar tudo pro Michael.
- É o sua obrigação como pai dele.

- Pois é.
- Eu sei, eu sei.

- Pfft!
- Patético.
*tmp*

- Vomitou no carro todo e ficou cheio de cagaço.
- Tudo porque tava com medinho de encontrar a ex mulher!
- ...
*fala pra ele!*

- Será que não existem pais decentes nesse mundo?
- As crianças não podem escolhê-los quando nascem, né.
- E eles não podem trocar de pais mesmo que eles pareçam uns incompetentes.

- Tá ouvindo?
- Sim, senhor.

PÁG.14

- E pra quê vocês querem uma lista telefônica afinal?
- Aliás, o que diabos vocês vieram fazer aqui?
- ...

- Número 42... Westwood... Dawson... Dawson...

- Achei! Alexis Dawson.

- Alexis Dawson!?

- Você conhece?

- O professor Alexis Dawson?
- Ele dá aula de medicina.
- Medicina?

- Isso, lá na Universidade de Los Angeles.
- Eu já o entrevistei uma vez.
- Como assim?
- A tal da Playwoman tem artigo sério também, é?

PÁG.15

- Não começa!!
- Esquece!
- De novo isso?

- Mas voltando aqui, esse tal de Professor Dawson mora em Westwood?

- Isso aí.
- Você chegou a perguntar pra ele sobre a família dele? Ele mencionou algum Abraham Dawson?

- Ele não disse nada sobre pra mim.
- Ouvi dizer que a esposa dele morreu há uns dez anos, mas não perguntei muito sobre a vida particular dele.

*beeep*
*beeep*
*beeep*

- Ninguém atende.

- Esquece o telefone, vamos ter que ir direto pra lá.

- Calma aí! Do que vocês tão falando!?
- O Professor Dawson é alguém incrível. Um dos maiores especialistas em estudo sobre o câncer. O que vocês arrumaram aí!?

PÁG.16

- A Jessica nos cercou bonito, hein...
- Ela ficou muito curiosa.
- Bom, ela é jornalista, né.

- Não importa o que aconteça, não fale pra ela da verdade.
- Sabe-se lá o que ela pode fazer se ficar interessada.

- Eu sei.
- Se ela se meter nisso a coisa vai sair mais ainda do controle.

*TMP*

- Caramba, que casarão.

PÁG.17

- Olha só!
*kree*

- Caraca, a porta tá aberta!
- Que descuidado.

- ...

- Algo errado?

- Eu tô com um pressentimento.

- AAAAAH!!

PÁG.18

OS FUNDOS!!

- !

*TMP*

- A-alguém!
- SOCORRO!

- !?

PÁG.19

- Ô, TIA!
- CÊ TÁ LEGAL!?

- Ah...
- O jovem mestre...
- ?
- Hein?

- Eles levaram o jovem mestre!
- Uns homens de óculos escuros!

- !?
- O que houve!?
- POR AQUI!

- Tem alguém por aqui!!

PÁG.20

- !

- !

- PARADOS AÍ!!

- MERDA!
*BANG*
*BANG*
BANG*

*BANG*
*BANG*
- Vocês nem sabem atirar!
*BANG*

PÁG.21

- Vou mostrar pra vocês como que faz!

- Não os mate, Ash!! Precisamos pegá-los vivos!!

- !
- PFT!
*BANG*
*BANG*

- UHH!!
- AAH!
- FUCK YOU!

[Nota pra revisão: eu não sei porque a versão da Viz mudou esse "Fuck you" que tinha no original japonês pra "Jesus", mas deixa o "Fuck You". Eu gosto dele]

- VAMOS CAIR FORA DAQUI!!
- SHORTER, NÃO DEIXA ELES FUGIREM!

- Mas que merda, Max, foi só você abrir a boca que eu errei!
- !

PÁG.22

- Ué, mulher?
- Bom, a velha falou "Jovem mestre"...

- Ash!
- Foi mal, eles fugiram.
- Eles tinham uma van estacionada nos fundos.

- Vamos levar ele pra dentro!

PÁG.23

- Mestre! Mestre, pode me ouvir!?
- Ele está bem, só inconsciente.

- O que aconteceu aqui, senhora?

- Eu estava preparando o jantar.

- E então aqueles homens vieram falando que foram mandados aqui pra pegar o Mestre!
- Então ele foi pro quarto dele, aí me bateram e o pegaram.

PÁG.24

- Então desde o começo estavam atrás dele.

- "Jovem Mestre"?
- Mas quem é ele, afinal.

- O Jovem mestre é o Yau-si...
- É filho do professor Dawson.

- Hã!?
- FILHO!?

- ...

pág.25

- uhh...

- !

- Ele tá acordando!

- Mestre!

- ...

- !?

PÁG.26

- Ele me lembra o Eiji.
- !

- Você tá nos ouvindo, garoto?

- Sim.
- Quem são vocês?

- Esses cavalheiros te salvaram, Mestre!
- Suk-Lu...

- O que diabos aconteceu?
- Viemos a negócios ver o seu pai, o professor Dawson.

- Você tem alguma ideia de quem eram aqueles caras?

- Eu não sei.
- Eles vieram do nada.

PÁG.27

- Pelo jeito é filho dele então.
- Mas você tem aparência asiática.
- ... e seu pai é judeu...

- Eu não sou filho biológico dele.
- Fui adotado.

- Adotado?

- Eu originalmente fui contratado pra ser empregado da casa.
- O professor não tinha filhos e era muito gentil comigo.
- Então me perguntou se eu me tornaria filho dele.

- Foi da água pro vinho, hein, cara.
- Ash! Olha os modos!

- Não, é verdade. Algumas pessoas podem entender errado.
- Mas eu realmente admiro meu pai e sou muito grato a ele.

PÁG.28

- Então...
- Quando ele volta pra casa?

- ...
- ...

- ?

- Meu pai desapareceu há 6 meses atrás.

- Como é!?
- !

- Nova Iorque

PÁG.29

- Já faz um mês.

- Ainda sem nenhuma pista sobre o paradeiro do Ash?

- Temo que não, senhor.

- Então não temos escolha senão entregar o caso ao FBI.

- E o Shorter Wong?
- Bem...
- Ainda estamos mantendo o restaurante sob vigilância mas ainda não há nenhum sinal de que ele entrou em contato com a irmã lá.

- Chinatown...

- Senhor.

PÁG.30

- No que está pensando?
- Temos certeza de que o Ash não está mais em Nova Iorque. Isso já foi além da nossa jurisdição.
- ...

- Por que você ainda está no caso?
- Duvido que seja por motivos pessoais.

- Parece que o Dino Golzine e Lee Daai Yan tiveram uma reunião.
- Como é?

- Lee Daai Yan não é só o cabeça por trás de uma família chinesa rica.
- Tem vários rumores criminosos sobre o cara por aí.

- De acordo com os garotos do tráfico, existe um rumor confiável de que ele tá envolvido com um grande acordo na Europa.

PÁG.31

- Como se chama aquela operação de droga que o Max falou?
- Orange alguma coisa, né?
- Tá falando do "Banana Fish"?
- Mas...

- Isso é só especulação!
- Pode até não ter prova concreta nenhuma.

- Um investigador de Los Angeles chamado Stephen Johnson foi morto.
- E antes de morrer ele entrega uma cápsula contendo uma droga dentro pra um garoto de rua chamado Ash Lynx. Suas últimas palavras foram "Banana Fish".

- E agora a vida do Ash está ameaçada pelo Golzine.

- Por quê!?
- Por que alguém tão poderoso quanto o Golzine quer tanto eliminar um garoto como ele!?
- Pensa bem, Charlie. Esse não é o tipo de pergunta que nos dão na academia, não é?
- Não, senhor...

- Quem é o doutor que o Ash salvou?

PÁG.32

- Acho que o nome era Meredith.
- Ele foi o único que analisou o conteúdo da cápsula que o Ash pegou do Johson.
- mas houve um porém...

- Ele desapareceu antes que pudéssemos encontrá-lo.
- Em Chinatown!
- Entende onde eu quero chegar, Charlie? Chinatown!

- E agora, Golzine e Lee Daai Yan.

- Você acha que tudo isso tá conectado?

- Não sei.
- Não sei de absolutamente nada.
- Só tenho palpite de policial.

PÁG.33

- Entendo, certo.

- Como suspeitei, eles apareceram na sua casa.
- !

- Precisamos pegar Alexis Dawson antes que ELES o achem.
- Precisamos dele para completar o projeto.

- Q-quando receberei o dinheiro?

- Quando tivermos terminado de lidar com isso.
- E quando será isso!?
- Eu estou-

PÁG.34

- Você não entendeu a situação ainda? Não podemos fazer nada com a amostra de nada que temos.

- Precisamos da ajuda do seu irmão.
- Ele também é a chave para despistar o Lee.

- O meu irmão...
- Ele não ajudaria vocês mesmo que ameaçassem matá-lo.

- Isso não é algo com o qual você precise se preocupar.

- Só continue coletando informação.
- Deixe os negócios conosco.

- Você quer que o seu irmão apareça, não é?

PÁG.35

- Um rato fraco.

- Você vai deixá-lo vivo?
- Até ele ter feito o papel dele sim. Precisamos dele pra chegar até o Alexis Dawson.

- Me consiga uma reunião com o Coronel Gordon. Diga a ele que quero uma conferência sobre o que já discutimos antes.
- Sim, senhor!

- Só não permita que o clã Lee suspeite de algo.

- E quanto ao Ash...

PÁG.36

- Mande alguns de nossos homens...
- E faça com que eles se juntem aos chineses que estão em Los Angeles.
- Sim, senhor!

- Mas não abaixe a guarda pros chineses.

- ...

- Moleque.
- Será um deleite pra mim arrancar seus membros todinhos um a um.

PÁG.37

*SKREE*

- Os caras fizeram uma zona aqui!
- Vasculharam tudo.

- Você chamou a polícia?
- De imediato.
- Mas poucos deles vieram e disseram pra não tocarmos em nada.

- E três dias depois os ladrões voltaram e tentaram de levar?
- ...

- Que terrível.
- E o seu pai desapareceu também?
- ...

PÁG.38

- Tem algo suspeito aqui.

- "Yau-si", né?
- Você reconhece esse sujeito aqui?

- Sim!

- Conhece?
- Ele nos visitou alguns dias antes do meu pai desaparecer.
- Me lembro que eles foram até o escritório do meu pai e tiveram uma briga feia.

- Briga...

- Imaginei que pudesse haver conexão entre o Professor Dawson e o Steven Johnson!
- Sobre o que será que estavam discutindo?

PÁG.39

- Você tem alguma ideia de onde o seu pai possa estar?

- Checamos com todos os amigos e conhecidos dele e ligamos para todos os lugares em que el ejá ficou.
- Nem mesmo a universidade sabe de algo. Pelo menos não desde quando ele deixou uma notificação de ausência.

- Entendo, pelo menos já sabemos que ele não foi sequestrado.

- O que está havendo?
- Vocês sabem quem está por trás disso?
- E quem são vocês?

- Nós somos...
- Ei!

- Aquilo é do professor?

- Hã?

PÁG.40

- Acho que sim. Ninguém entrava aqui além do meu pai.
- ...

- Acho que podemos extrair alguma informação disso.

- Boa ideia! Vamos tentar!
- V-v-você sabe usar um computador?

- Vocês não!?

- Bem-vindo aos anos 80! Tem computadores até em bibliotecas públicas agora.
- Eu odeio esses jovens!!
- Esses gêniozinhos do crime!
- Não tá quebrado, né?

*TEC TEC*

*BREEP*

PÁG.41

- Gostei do seu latido.
- Agora vamos te levar pra passear.

- O que querem ver primeiro?
- Você tem o número do laboratório da universidade?
- Ah! O modem!
- ?

- Que engraçado, os caras bagunçaram o escritório inteiro mas o computador está inteirinho sem nenhum arranhão.

- Profissional nenhum teria deixado isso passar batido.
- Se eles pudessem hackear, teria muita informação valiosa que poderiam roubar daqui.
- Ou seja, se esses foram os mesmos imbecis que tentaram te sequestrar, eu não ficaria surpreso.

- ...

- Com licença, o jantar está servido.

PÁG.42

- Shorter...

- Fica de olho nesse tal de Yau-si, já é?

- Nele?
- Você suspeita de algo?

- Não tenho certeza.

- É só um pressentimento...
- Ele tá quieto demais pro meu gosto.

PÁG.43

* teck teck teck teck*

- Tela do computador: ACESSO NEGADO

- Merda.

- Eu-
- Eu trouxe um pouco de chá. Perdão, não quis assustá-lo.

PÁG.44

- Eu aprendi a detectar gente vindo de fininho atrás de mim desde criança. É mania minha.
- Que honra ser servido por "vossa alteza".

- Suk-Lu já está na cama. Ultimamente ela têm se cansado rápido.
- Tome, é um chá de jasmim. Vai ajudar a te manter acordado.

- Ei...

- Sim?

- Você é bom em camuflar o som dos seus passos.

- O que quer dizer com isso?

PÁG.45

- Nada.
- Só tô comentando.

- De fato...
- Talvez haja uma diferença na forma como os chineses são educados a andar sem fazer barulho desde a infância.

- Só isso?
- O Shorter poderia estourar seus tímpanos de tanto barulho que ele faz e vocês dois são de famílias chinesas.
- Vocês são como o dia e a noite.

- Falando nisso, não vejo o Shorter desde o jantar.
- Ele teve que encontrar alguns amigos.
- Eles moram em Chinatown.

- E como está a busca? Algum progresso?
- Aproximadamente nenhum.

- Se eu tivesse a senha seria moleza.
- Senha?

PÁG.46

- Isso aí.
- Eu poderia acessar o banco de dados diretamente do laboratório do professor. Muita gente usa o nome da esposa ou dos filhos como senha.

- Eu tentei usar o seu nome mas...
*tec tec tec*

- Tela: YAU-SI
*PEEP*

- Tela: ACESSO NEGADO

- Viu?
- Joguei a isca, mas nenhuma mordida.
- Nem uma fisgadinha.

- Eu fui adotado há menos de um ano, talvez possa ser isso.

- Possivelmente.
- Nunca que seu nome seria a senha.

PÁG.47

- Se importa se eu ver?
- À vontade.
- A casa é sua.

- ...
*TEC TEC TEC*

*flup*

- !?

- Como tá indo?
- Tentei com todas as chaves possíveis mas o portão não abre.
- Se eu ao menos tivesse a senha...

PÁG.48

- ...
- A senha dele, né?

- Muitos usam nomes de parentes.
- Mas ele é médico, né?

- Termos médicos!

- Vejamos...

- Devem haver centenas de livros de medicina aqui. Nunca vamos achar nessa bagunça.

- Achei!
- Tem uma marca nesse aqui.

PÁG.49

- Ah, todos esses aqui têm marcas também.
- ...

- Vamos olhar esse aqui.
- ?

- ...
- Achou algo?

- Não custa nada tentar...

- "Úlcera gástrica"
- E o próximo?
- "Gastroptose", "Meningite", "Apoplexia"...

- Hmm?

- O que houve?
- Você não tá achando que...

PÁG.50

- ?
* TEC TEC TEC*

- Tela: VIVISSECÇÃO

* BEEP*

- Você conseguiu!
- Ufa!
- !

- Como você sabia?
- Olhe a palavra.

- ...
- "Vivissecção".
- É a única que se destaca.
- As outras são todas nomes de doenças.

PÁG.51

- "Vivissecção: Dissecação de um organismo vivo."
- Você tem razão!

- Mas usar "Vivissecção" como senha? Credo, médicos são estranhos.

- E agora, o que procuramos?
- ...

Tela: O
*TEC*

Tela: O QUE É
* TEC TEC*

Tela: O QUE É BANANA FISH?

- !

PÁG.52

Tela: RESULTADOS NÃO ENCONTRADOS
*peep*

- Droga.
- Tenta mudar um pouco a frase.

ENCONTRAR ARQUIVO: BANANA FISH
ABRIR ARQUIVO BANANA FISH
*tec tec tec tec*

- !
- Vá chamar o Max e o Ibe!

- O que é esse tal de "Banana Fish"?

- É isso que viemos descobrir aqui.

PÁG.53

*BREEP*

- !?

- ...

- Ash!
*tec tec tec*

PÁG.54

- Você conseguiu?
- Então o professor é-

- Não.

- Banana Fish não é uma pessoa.
- Hã?

- O quê!?
- Isso é uma análise química do Banana Fish.

- Do que você tá falando?

PÁG.55

- É uma droga composta por mais de 20 tipos diferentes de alcalóides.
- Psilocibina, Dietilamida de ácido lisérgico e outros compostos orgânicos...

- O pó dentro daquela cápsula é o Banana Fish!

- Uma droga...

- Vou deduzir que o problema é esse alcalóide inerte aqui. Não há muita informação sobre.
- Me pergunto o que pode ser...

PÁG.56

- E como ela afeta alguém...

- Foi essa merda que fez o Griff pirar?
- Essa substância...

- Tudo que a cerca é um mistério!

PÁG.57

Chinatown, Los Angeles

- Ô, Sonny!

PÁG.58

- Shorter!!
- Há quanto tempo! Você parece bem!

- Sim!
- Eu nunca teria te reconhecido. O que houve com o seu cabelo?

- Hã?
- Ah, agora tá bem mais limpo. E nem preciso lavar mais!

- Que seja. Aí, tem um restaurante por aqui pra onde eu sempre vou.
- Vamos conversar lá.

- E aí, o que você sabe...

- Sobre um tal de "Yau-si Dawson"?

PÁG.59

- Nada de estranho. Yau-si Dawson. Idade: 16 anos. Nome Chinês: Lee-Yung Jang.
- Depois que os pais dele morreram ele foi viver com a família do tio. Ele conseguiu um trampo na casa do Dawson através de recomendação escolar.

- Parece inteligente. Ele ganhou umas bolsas de estudo e tá se formando no Ensino Médio esse ano. Pulou uma série ou duas.

- Faz sentido um Doutor sem filhos adotar um carinha inteligente como esse.
- Se encaixa.

- ...
- Você conseguiu informação bem rápido. Bom trabalho. Sempre bom ter contatos.

- Como tá a sua irmã?

PÁG.60

- Bem, eu espero.
- Tá rolando muita coisa e ela não faz ideia. Não entende o caos que são essas ruas.

- Sempre havia lugar pra mim na mesa dela quando eu morava em Nova Iorque.

- Seu pai ainda tava firme e forte na época.
- Meu pai?
- Ah, bem isso. Você andou um longo caminho também, né...

- !
- Você tá pensando em alguma coisa, Sonny?
- Fala aí.

- Shorter!

PÁG.61

- Rápido, sem questionar! Só abandona todo mundo e mete o pé daqui de Los Angeles!
- Eu vou ligar pra sua irmã, vocês dois vão se falar mas tanto faz onde, só VAI!!
- Hã?

- Larga esse tal de Ash e cai fora!
- Não se mistura nessa furada que ele tá!

- Como você sabe-

- Ora, ora... Shorter Wong, acertei?
- !!

PÁG.62

- Parece que você não sabe apagar muito bem seus rastros.
- Eu me chamo Lee Hua-Lung. O Lee "Daai Yan" em Nova Iorque é o meu irmão.

- !

- A família Lee!?

- Isso mesmo.
- Desculpa aí pela visita surpresa mas tem algo muito importante que preciso te perguntar. Muito importante mesmo...

PÁG.63

- Uaaaaah

- Bom dia.
- ...
- Já está acordado? Bem que falam que deus ajuda quem cedo madruga.
- Não, só aconteceu de eu acordar cedo hoje.

- Hm?

- O que é...
- Dados sobre o que tirou o meu sono essa noite, o Banana Fish.

- Quanto papel...
- E isso é só o começo.

- Eu ainda tô surpreso que isso seja o nome de uma droga.

PÁG.64

- Eu também, Shunichi.
- Eu pensava que era o codinome de uma rota de tráfico de droga ou coisa assim.

- Como assim?
- Os sicílios tinham a conexão francesa.
- Os Chineses tinham o triângulo dourado. Eu pensava que isso poderia ser a nova Rota Corsicana.

- Pensando assim, tudo faz sentido..
- Dino Golzine é corsicano e ele tá tentando formar um novo cartel.

- Hmmm.
- Talvez, mas parece até coisa que sairia de livro do Forsyth.
- De qualquer forma, as coisas agora parecem diferentes.

- O que quer dizer que...?

- Eu nunca vi pesquisa farmacêutica parecida.
- E os dados dessa droga se acumularam por uns 15 anos!

PÁG;65

- 15 anos?
- Exatamente!
- Desde quando eu servi no Vietnã.

- Aquele incidente...

- Sim, aquele.
- Todos os detalhes foram arquivados naquela caixa ali.
- Incluindo overdoses dos soldados, antes e depois.
- Dados atualizados e incluindo resultados de autópsia.

- ...

- Isso nos dá um novo panorama.

- O que?

PÁG.66

- Deixa quieto, eu não quero nem pensar nisso.
- Nisso o quê!?
- Me fala!

- Ibe!
- Ô, seus velhos, cadê vocês!? Venham aqui rapidinho!
- !

- É o Ash!
- Será que ele descobriu algo?

- O que vocês tão fazendo?
- Parece que tem alguma coisa nova.
- Vamos ao computador!

PÁG.67

- O que houve?

- !

*TMP*

- EI!

- O que você fez com o computador!?

- Eu?
- Não fiz nada, juro.

PÁG.68

- Não brinca comigo, porra!
- Eu juro, eu nunca nem encostei nesse computador!

- É verdade, Ash.
- Ibe e eu estvámos no quarto ao lado do dele e não ouvimos nenhum som sequer a noite toda.

- Eiji tem razão.
- Ele teria de ter passado pelo nosso quarto para chegar até o corredor. Teríamos o visto.

- E você, vovózinha, onde VOCÊ estava?
- !
- O quê?

- Eu não fiz nada!
- Eu nunca tocaria nas coisas do mestre!
- Eu juro!

- Relaxa, Ash!
- Impossível alguém velho assim mexer num computador!
- Deixa disso!
*HA HA HA*
- Olha quem fala...

PÁG.69

- E como você saberia!?
- Não é só porque você é um imbecil pra mexer com qualquer coisinha mais complicada que uma torradeira que todo mundo é também!

- Ora, seu...
- ...
- Deixa quieto, deixa quieto...
- Que seja.
- Você teria de ser o usuário primário de qualquer forma.

- Mas o que aconteceu?
- Alguém quebrou o computador?

- A senha foi mudada.

- Como!?

- Eu digito a senha várias vezes mas ele não me deixa mais acessar o sistema.
- Tem certeza?

PÁG.70

- Alguém descobriu que entramos...
- E então mudaram a senha sem vermos.

- Mas quem faria isso?

- O Professor.
- Quem mais?

- O meu pai?

- Professor Dawson? Impossível!

- Quem mais?
- Só o usuário primário pode mudar a senha.

PÁG.71

- Isso quer dizer que meu pai ainda está vivo em algum lugar! Ele está bem!

- Isso resume tudo.

- Deve haver outra explicação...
- Não mesmo.
- A senha é protegida por uns dois ou três níveis de segurança.

- Parece que acabou a brincadeira de hacker.
- Merda!

- Não deveríamos ter fechado os olhos nem por um minuto!
- Não se cobre tanto, nada poderia ter evitado isso.
- Já aconteceu.

- Mas eu estava quase lá!
- Mais um pouco e...

PÁG.72

- Mais um pouco e... o quê?

- Nada.
- Só teríamos conseguido mais informação.

- ...

- Já temos bastante informação. Deveríamos encarar isso como sucesso.

- ...
- Ibe tem razão.
- Você foi bem, Ash
*PAT*

- Mudando de assunto, vamos comer nosso café da manhã.
- Podemos decidir pra onde iremos depois disso.

PÁG.73

- Eu tô com fome!

- Cadê a impressão?

- Comigo.

- Me dá.
- Não.

- Como assim "não"!? Fui eu que tirei isso do computador!
- Não vai te fazer nenhum bem!

- !

- Ash!!

PÁG.74

- Você percebeu também, né?

- Claro que sim! Eu fui o Hacker!

- As forças armadas tão envolvidas nisso...

PÁG.75

- Era isso que eu tava prestes a descobrir.
- Tem algumas coisas bem assustadoras dentro desse caixotão aqui.

- Mas só de ter essa informação já me bota de igual pra igual contra o Dino.
- Passa pra cá!

- Até parece que eu vou!!

- Você não entendeu ainda?
- Isso é coisa séria!
- Um passo em falso e isso vai virar um incidente internacional!

PÁG.76

- Claro que entendo!
- É por isso que vou usar isso contra aquele careca de merda!

- BURRO!
- Isso é grande demais pra usar como arma num conflito pessoal!
- Você não vai sair dessa vivo!

- Heh
- Olha só pra você, coroa...
- Tá se mijando todo.

- Pensou que tava atrás de uma minhoquinha aí descobriu que era uma cobra.
- É por isso que você tá se borrando?

PÁG.77

- Isso não é brincadeira!
- Você deveria saber disso melhor que qualquer um!

- Eu entendo o ponto, mas isso é maior que nós dois.

- Eu tenho contas pra acertar!
- Ele matou o Skip e outros amigos meus! Esse é o único jeito de escapar dele!

- Eu preciso desses dados pra fazer o desgraçado sair da toca!
- Com isso, eu poderia-

PÁG.78

- Não!

- "Não" é o caralho!

- Olha só pra você, tá falando como se fosse uma operação suicida.
- Você tem coragem mas vai acabar morto como um cachorro.
- Você é inteligente, por que não entende isso!?

- Enquanto você não se acalmar, não vai botar as mãos nesses dados.

- Eu acho que você vai me dar isso, Lobo.

PÁG.79

- Acha mesmo?
- Tá certo, desafio aceito.

- Se acha que consegue, vai em frente e me mate.

- !

- Foi isso que você falou na prisão, né? Eu abandonei o seu irmão e você iria me matar.
- Vá em frente e tente. Mas eu não morro tão fácil.

PÁG.80

- Acha que não vou?

- Quem sabe?

- Ash!
- O Shorter voltou!
- !

- Isso fica só entre nós! Essa informação é perigosa demais e pode acabar os colocando em perigo!
- E acha que não sei disso?

- Ash?
- Do que vocês tão falando?
- Nada, eu já tô indo.

PÁG.81

- Não tem nada de suspeito sobre ele.
- E a velha é quem ela diz ser mesmo.

- Hmmm.

- Então não devia ter nada com o que se preocupar.
- Isso tudo tá me deixando maluco, pelo jeito.

- ...
- As coisas mudaram, Shorter Wong.

PÁG.82

- Do que você tá falando?
- Seu irmão mais velho prometeu nos ajudar. Temos um acordo.

- Eu não sei nada sobre isso.
- Eu só tô passando adiante as ordens do meu irmão.

- Meu irmão me disse "Agora você tem um dever especial".
- E que "Dever especial" seria esse!?

- Você deve ppassar relatórios detalhados sobre Ash Lynx e seus amigos.

- O quê!?

PÁG.83

- Você tá maluco, é!?
- Pode esquecer! O Ash é meu amigo e eu não apunhalo meus amigos pelas costas!
- Acalme-se, Shorter Wong!

- Seu "amigo"?
- Palavras bonitas, me se lembre que ele é branco. Eu e você viemos da mesma linhagem!

- ...
- De agora em diante...
- Você vai seguir as ordens de Yut Lung!

- "Yut-Lung"?
- Aquele cujas veias correm o mais puro sangue da família Lee!

PÁG.84

- Ele entrará em contato com você logo.
- Até lá, pense seriamente na nossa discussão.

- Shorter?
- Hã?
- O que foi, Ash?

- Você parece distraído.
- Voce não é assim, aconteceu alguma coisa!?

- Nada.
- Eu só tô um pouco cansado.
- Eu nem lembro qual foi a última vez que comi decentemente.

- Então pede pra velha lá fazer uma comida chinesa pra você.
- É melhor do que qualquer coisa que você já deve ter feito pra mim.

PÁG.85

- Ugh!
- Olha lá como fala da minha comida! Eu vou herdear o restaurante mais famoso de Chinatown!
- Ih, lamento dizer mas a reputação pelo jeito vai cair.

- ...

- Devo pedir para Suk-Lu cozinhar algo para você?

- Ou talvez um chá poderia lhe cair melhor.

*GRMP*
- AH!

PÁG.86

- O que você-!?
- Só vem comigo!

*BAM*

- Quem diabos é você!?
- Que porra é essa de "Herdeiro do Dawson"!?

- Mas eu sou herdeiro dele! Não é ment-
- MENTIRA!!

PÁG.87

- Esse tal de Hua-Lung meteu um medo do caralho no Sonny!
- Nunca que ele me mandaria a real sobre você!

- ...

- Fale!
- !
- Você sabe de alguma coisa, aposto a minha vida nisso!
- Quem é esse tal de "Yut-Lung"!? Você sabe onde ele tá, né!?

- !

- Eu reconheço esse bracelete!


PÁG.88

- É Dragão de Três Olhos!!

- É o emblema da família Lee! Não me diga que...
- Não pode ser...

- ...

- VOCÊ é o Yut-Lung, não é!?

PÁG.89

- Meu irmão mais velho te falou sobre mim?

- Nada mesmo.
- Apenas "espere que Yut-Lung entre em contato".

- Eu não acredito que um molequinho que nem você...
- O Lee de Nova Iorque é nosso irmão mais velho e o herdeiro do nome da família, "Wang-Lung".
- Eu sou o sétimo irmão, o caçula.

- O quê!?

PÁG.90

- ...
- Eu sei o que você tá pensando.
- Nosso pai, Lee Wang-Lung supostamente só tinha seis filhos, né?

- Shorter, talvez você tenha se esquecido disso, mas...
- Toda família poderosa tem sua história.

- Nossos ancestrais na família dominante da dinastia Ching cometeram vários assassinatos.
- Frequentemente de seus próprios familiares, até suas crianças.
- Tais coisas eram necessárias para prosperidade.
- Tal qual a luz é companheira da escuridão.

- É o meu trabalho dominar essa escuridão.
- E é por isso que fui nomeado "Yut", como a lua que domina os céus.

- Você um dia irá entender.

PÁG.91

- Só me diga uma coisa...

- Por que do nada o seu irmão, Lee Hua-Lung, me pediu pra ser um espião?
- O que aconteceu!?

- Você não deve questionar isso!

- Meu irmão já fez algo que não lhes beneficiasse?

- ...

PÁG.92

- O pessoal vai começar a suspeitar se eu não voltar logo.
- Especialmente aquele tal de Ash Lynx...
- !

- Ele é bem esperto.

- Agora eu entendi porque meu irmão me mandou pra cá.

- Hã?

- Eu não sei se você é apto pra isso, Shorter.
- Mas o Ash é inacreditável. Tome cuidado.

- De agora em diante você seguirá minhas ordens.
- Mesmo que elas tenham vindo do meu irmão, na realidade.
- ...

PÁG.93

- Entendido?
- Entendido.

- <Oh!>
- <Entendo, obrigado!>
- <Isso foi de grande ajuda!>
- <Certo, até amanhã.>

- Conseguiu ligar pra editora?
- Sim.
- Disseram que iriam entrar em contato com o consulado japonês e os responsáveis pela imigração.

- Ótimo.
- Um problema a menos.

- Escuta...
- Foi mal por sair dessa no meio.
- Não seja estúpido, eu que devia me preocupar.

PÁG.94

- Você quer mesmo continuar nisso?

- Olha...
- Deve ser o destino.

- Só pelo fato de esse pirralho ser irmão do Griffin Callenreese...
- Algo me diz que as coisas eram pra ser assim.

- Não morra.

- Mas não tão cedo.

PÁG.95

- Assim que eu conseguir mandar o Eiji em segurança pro Japão...
- Eu vou dar meu jeito de voltar pra cá.

- Não vão deixar você voltar.
- O seu visto já expirou uma vez.

- Eu vou dar o meu jeito.
- Sinto o mesmo que você. Ultimamente tenho usado mais a pistola viu mais do que a minha câmera, mas a câmera é a minha verdadeira arma.

- Agora só nos resta esperar.

- Será que o Eiji vai colaborar?
- Você ainda não falou nada disso com ele, né?
- ...

- Me dá dor de cabeça só de pensar nisso. Eu sei que ele não vai querer e que se eu vacilar ele vai fugir de novo.
- E sei que ele vai me odiar.

PÁG.96

- Será que devo botar ele pra dormir?
- E depois dessa botar ele no avião como se tivesse doente...

- Eu falo com ele.

- É melhor simplesmente chegar e falar...
- "Você só vai entrar no caminho".

- O quê!?
- Ash, não diga isso! Ainda mais depois de tudo que vocês passarm juntos!

- Não seja inocente.
- Vai virar um massacre daqui pra frente.
- Não podemos deixar ninguém nos atrasar.

PÁG.97

- Seu desgraçado!
- Como você consegue ser tão cruel com um amigo!
- Volta aqui, ô!
- Max!

- Espera, Max!
- Shunichi, agora eu sei porque todo mundo odeia esse maluco!

- Ele é que nem a minha mulher!
- Nenhum dos dois liga se vai machucar os outros!
- Só pode ser loucura da minha cabeça, mas eles tão começando até a se parecer!
- Se acalma, Max! O Ash só diz essas coisas...
- Pra não termos de dizer.

- Hã?

- ...

PÁG.98

- Do que você tá falando?
- Eu não tô te entendendo.

- Você vai acabar sendo um fardo pra nós.
- Volte pro Japão.

- ...

- Se é isso que você acha...
- Não há nada que eu possa dizer pra contrariar, né?

- ...

- Eu não posso nem me proteger sozinho.
- Eu só vou continuar estragando tudo.
- Eu sei, eu sou inútil.

PÁG.99

- Não é verdade.
- Você e o Skip me salvaram, lembra?

- O quê?

- Aquela vez?
- ...
- Mas aquilo-

- Sabe...
- Essa foi a primeira vez que alguém me ajudou sem querer nada em troca.

- Em toda a minha vida...
- Todo mundo que me deu abrigo ou comida...
- Sempre quiseram algo em troca.

PÁG.100

- Como sexo.
- ...

- Eu só peguei uma arma e aprendi a usá-la...
- Porque era o único jeito de não morrer.

- Você pode viver sem carregar uma arma no bolso.
- Voce tem sorte.

- Nós dois vivemos em mundos diferentes.

- ...

PÁG.101

- Entendo.

- Só me dê tempo...
- Preciso me acostumar com a ideia de ter de ir embora.
- Não vai demorar.

- Certo.

- Você pode fazer algo que eu nao posso.
- Empatamos.

- O que você tá fazendo?
- Shh!

PÁG.102

- Sua vez agora, Ibe!

- Hã?
- Estarei no segundo andar.
- Vai lá dar uma animada nele, por favor.

- Obrigado, Ash.

- disponha.

- Eu não ajudo de graça.
- Tá me devendo uma.

- Fazê-lo voltar pro Japão?

- Isso é ruim.
- Eu vou sentir falta dele.
- É o melhor pra ele.
- O Eiji não é apto pra isso.

PÁG.103

- Isso é triste.
- Mas é o melhor pra ele.

- ...

- <Ibe...>

- <O Ash não acha isso de você...>
- <Eu pedi pra ele falar>

- <Tá tudo bem.>

PÁG.104

- <Ele é mais novo que eu.>
- <Mas mesmo assim tá sempre me salvando.>
- <No fim das contas, ele só tem mais experiência>

- <Tudo que ele disse é verdade>
- <Ele não tá errado.>

- <Eu só vou acabar sendo um peso pra todo mundo.>
- <Mas ouvir isso dele assim desse jeito...>
- <Assim eu até paro pra pensar o que diabos vim fazer aqui em primeiro lugar...>

- ...

PÁG.105

*GLUG*

- Até você dá uma viradinha no corote de vez em quando pelo jeito, né?
*GULP*

*KRESH*

- ...
- Não precisa parar.

- Eu prefiro quando você age como alguém da sua idade.

- Uh!
- Olha como você tá inquieto.

- Normalmente você estaria em guarda se eu chegasse tão perto assim.
- !
- Pelo jeito você tem sérios problemas pra falar o que não pensa.

PÁG.106

- Até você tem suas fraquezas.

- Pft!
- Fale o que quiser.

- Como se fosse fácil pra você!
- Algum doutor ou sei lá o quê já deve ter descoberto que pegamos a informação sobre o Banana Fish.

- E se eles tiverem conexão com o Dino, ele vai saber também.

- O que significa que eles virão matar todos nós. Não só eu.
- ...

- E é por isso que você quer que o Eiji volte ao Japão.

- Entre nós todos ele é o que tem a maior chance de sobreviver.

PÁG.107

- Eu irei voltar pra Nova Iorque.

- Eles vão te matar se você voltar agora.
- E eles vão me matar se eu ficar aqui também.
- Mais cedo ou mais tarde alguém virá.

- A cidade é o território dele, mas também é o meu.

- Mas preciso que você prometa não entregar os dados pra eles.
- Dessa forma eles vão ter que me pegar vivo e tirar de mim do jeito difícil.

PÁG.108

- Então você vai mesmo até as últimas consequências?

- Se quiser, só pedir pra sair.
- Eu não quero mais fugir. Eu não sou assim.

- Desisto.

- Eu vou voltar também.

- O quê!?

- Eu vou entregar os dados ao Chefe do Gabinete do New York Tribune.
- Confio nele.
- Nem você pode reclamar disso.

PÁG.109

- Esse é o MEU jeito.
- Eu vou até o final nisso, não importa o que aconteça.

- ...

- Depois que o Ibe e o Eiji voltarem com a editora, vou pegar dinheiro emprestado com a Jessica e comprar uma passagem pra Nova Iorque.

- Trate de se despedir do seu filho.
- Pode ser a última vez.

- Obrigado, como sempre.
*GLP*

PÁG.110

- O que você quer de mim agora?

- Se é sobre o Ash, ele tá na cozinha com o Max.

- Eu tenho uma tarefa pra você.

- O quê?
- Lavar a louça?
- Merda

- Eu quero que você sequestre o japonês mais novo pra mim.

- Hã?

PÁG.111

- Sequestrar o Eiji?
- Do que você tá falando!?

- Eu tinha de trazer o Ash Lynx vivo pro meu irmão.

- O quê!?
- Mas agora as coisas ficaram bem complicadas.

- Ele suspeita de mim...

- De alguma forma ele sentiu que não sou o que pareço.
- Na verdade é a primeira vez que alguém conseguiu isso.

- O Ash é como um animal selvagem.
- Ele pode sentir onde seus inimigos estão. Então, mudança de planos.

PÁG.112

- É perigoso demais encarar o Ash sozinho. Ele não vai deixar que eu me aproxime.

- ...

- E esse tal de "Eiji"?
- Você parece se importar muito com ele...

- Ash nunca abaixa a guarda, exceto praquele garoto.

- ...!

- É porque o Eiji é inocente e honesto.
- Esse sentimentalismo é inútil!

PÁG.113

- É o ponto fraco do Ash.
- Ele é totalmente cruel com seus inimigos, mas se sacrifica pelos amigos.

- Tal qual aquele tal de Arthur quando o assunto é o Ash.
- !

- Arthur!
- Como você sabe disso!?

- Digo...

- Começou a entender?
- Meu irmão é aliado do Dino Golzine.

PÁG.114

- E o Ash Lynx é só o bode expiatório dessa operação.

- Então você vai usar o Eiji como uma isca...
- Só pra pegar o Ash!

- Demorou pra entender, hein?
- Meu irmão tinha grandes planos pra você, mas acho que ele esperava demais de suas habilidades.

- Seu desgraçado!

- O que foi?
- Pensando em me matar?

PÁG.115

- Se você fizer isso...
- O que acha que vai acontecer com a sua irmã lá em Nova Iorque?

- !

- Olha só pra você...

- Se encostar um dedo sequer em mim...
- Ou em qualquer um da Família Lee...
- Ou desobecer o meu irmão...
- Você vai colocá-la em perigo.

- Você não quer fazer isso com a sua irmã, né, Shorter?
- Não com a sua irmãzinha que te criou depois que seus pais morreram

- Filho da-
*FSSSH*

PÁG.116

*SHNK*

PÁG.117

- Eu fui criado pra respeitar vocês!
- Pra cuidar da família Lee!

- Meus pais sempre me diziam, eu lembro bem.
- "É por causa da família Lee que estamos seguros aqui.
- Podemos criar nossas raízes nessa terra estrangeira porque os Lee estão aqui pra nos proteger."

- Eles pensavam que vocês nos protegiam! Que derramavam seu próprio sangue no lugar do nosso!
- Não importava o quão péssimos eram os rumores ou as histórias, eu nunca duvidei!

PÁG.118

- Mas agora eu sei da verdade!

- Vocês não são melhores que o Dino! São só uma máfia qualquer!
- Seus parasitas vivendo do sangue alheio!

- ...

- E pensar que já te comparei ao Eiji...
- Eu não acredito que eu já ousei pensar nisso.

- Você é um verme.
- Um verme do pior tipo que existe!

PÁG.119

- SUA VÍBORA!!

- ...

PÁG.120

- ...

- Jovem mestre?

- Sim?
- Mensagem do seu irmão mais velho.

- Já estou indo.

- ...

PÁG.121

- Alô? Ah, George!
- Já faz tempo. Sim, o Michael tá bem.

- O quê? Sim, o Max tá por aqui.
- Ash?
- Ah, aquele garoto.
- Sim, está com ele.
- Mas, George, preciso que você me diga algo.

- Do que eles vieram atrás dessa vez?

- O quê? Do que você tá falando?
- ...

PÁG.122

- Não precisa esconder nada de mim, George, você sabe disso.

- Mamãe!
- Eu também trabalho na área, eu consigo sentir que ele tá escondendo alguma coisa....
- Mamãe!

- Michael, meu filho, não vê que a mamãe tá no telefone?
- Tem alguém la fora.

- Só um momento, George.

- Quem será?
- Estranho, eles pararam o carro na frente de casa e desligaram o farol!

- O quê?

- !

*KRSSH*

PÁG.123

- O que vocês querem?

- Você é a esposa do Max Lobo?

- Não!
- Não mais!

- Que se foda...

PÁG.124

- Se é dinheiro que vocês querem, podem levar.

- Dinheiro?
- Pode ser, a gente leva isso também.

- Michael, quando eu distrair eles, corra pra cozinha e tranque a porta.

- CORRE!

- !

*FWHUMP*
- AI, CARALHO!

PÁG.125

- Filha da puta!
- Até que é gostosinha, hein.

- Não encostem no meu filho!

- Eu gosto de mulher agressiva.
- Vamos com calma.
- Hehehe...

- Jessica!? O que tá acontecendo?
- Alô!? Jessica!? JESSICA!?

PÁG.126

- Telefone pra mim?

- Que estranho, a única pessoa que sabe que eu tô aqui...
- Ah, é a sua esposa, senhora.

- Jessica!
*VISH*

- Esqueceu de pagar a pensão de novo?
- Ó o cara achando que engana a gente.
- Você não entende o que eu sinto!

- Alô?
- Como você tá, Jessica?
- Hee hee

- !

PÁG.127

- Quem diabos é você!?

- !!

- Hehehe.
- Gostei da sua esposa, Max.

- O quê!?

- Ela é meio teimosa no começo, mas que desperdício se separar de uma mulher assim...

PÁG.128

- Vai lá, florzinha.
- Pede pro seu maridinho te salvar.

- Max...

- JESSICA!
- JESSICA!

- Eu nunca mais quero olhar a sua cara de novo...
- Mas o Michael...
- Por favor, salva ele...

- PAPAI!
- PAPAI!!

- MICHAEL!
- MICHAEL, ONDE VOCÊ TÁ!?

- Se você se importa o mínimo que seja com sua mulher e seu filho, Lobo...
- Então você terá de vir aqui, com o Ash Lynx.

PÁG.129

- O quê!?

- Estamos esperando.
- E-ESPERA!

- SE VOCÊ ENCOSTAR UM DEDO SEQUER NA MINHA MULHER OU NO MEU FILHO...
- VOCÊ É UM HOMEM MORTO!!

- ...

PÁG.130

- Tem alguma arma nessa casa?

- Só o rifle de caça do meu pai...
- Pegue pra mim, e não esqueça da munição.

- Ash...
- Eu ouvi o que disseram.
- Falaram pra me levar lá, né?

- Parece que voltar pra Nova Iorque não vai ser tão moleza quanto pensei.

- Foi mal...
- Não seja burro!
- Acorda!

*klik*

PÁG.131

- Vocês todos ficam aqui.
- Não saiam.
- Não importa o que aconteça, não saiam!
- Se não voltarmos até amanhã, chamem a polícia!
- Mas...

- Esse tipo de situação é minha especialidade.
- Você vai ter de fazer como eu mandar, Ibe.

- !

- Shorter...
- Fica aqui e atento, pode ser?
- Hã, por quê?

- Tem alguma coisa estranha por aí, só isso.

PÁG.132

- !?
- Se eles quisessem realmente nos atrair até uma armadilha, eles nos levariam pra outro lugar.

- Mas se quisessem nos separar pra nos atacar quando estivermos enfraquecidos...

- ...Então temos de nos preocupar com aqueles dois.
- Por isso, fique aqui e os proteja.

- Entendido.

- Valeu!

PÁG.133

- Sai do caminho! Eu cuido disso.

- ...

- Coragem, Max! Sua mulher e seu filho precisam de você!
*CHNK*

- Filhos da puta! Eu vou matar esses desgraçados!

- ...

*FSH*
*SKREEEECH*

PÁG.134

- <Pelo jeito não podemos mesmo chamar a polícia, né?>
- <Um passo em falso e podemos acabar colocando Michael e Jessica em perigo.>

- <Merda!>
- <Esses desgraçados são capazes de tudo!>

- <Tudo que podemos fazer é esperar entrarem em contato.>

- <Vamos trancar tudo.>
- <Vá cuidar do segundo andar.>
- ok!

- O Ash é incrível, né?
- Presumindo tanta coisa com tão pouco...

- !
- Você está por trás disso!?

PÁG.135

- Mas nem mesmo o Ash suspeita que você é um traidor.
- !

- Tô tão grato que ele te deixou pra trás que eu poderia chorar.

- Seu lixo!

- Bom...
- Vamos aos negócios, Shorter.

- ...

PÁG.136

*SKREEECH*

- !
*BLAM*

- A polícia!?
- Quem os chamou?

- JESSICA!!
- !
- MICHAEL!!

- Jessica!
- Espera, você não pode entrar!

PÁG.137

- Me deixa passar! MInha mulher e meu filho tão aí dentro!
- Me solta!

- Papai!

- Papai!
- Papai!!
- Michael!!

- Michael...
- Tô feliz que você tá bem...

- ...

PÁG.138

- Jessica...

- Vem comigo um pouco, Michael.
- Seus pais precisam conversar.

- Michael, vai lá com o Ash um pouquinho, tá bem?
- Obrigado, Ash.
- Nem esquenta.

- Jessica...
- Eu...

*SMACK!*

PÁG.139

- !

- EU TE ODEIO!

- Eles me estupraram.

- Homens são um lixo!

- Foi horrível...

- Horrível...

PÁG.140

- Jessica!
- Max!

- Jessica, me perdoa...
- Foi tudo culpa minha...

- Eu tava com muito medo...
- Foi assustador!

- ...

PÁG.141

- ...

- Michael.
- Pode me dizer o que aconteceu?

- Como eram os homens que atacaram vocês?
- Quantos deles eram?
- Pode me falar a mesma coisa que disse pra polícia.

- Eram três.
- Eles entraram do nada.

- A mamãe me disse pra correr pra cozinha...
- ...e trancar a porta.
- Aí eles ficaram com raiva dela e...

- Desculpa por te fazer lembrar diso.
- Já basta...

PÁG.142

- Sua mãe chamou a polícia?
- Sim!
- O policial falou que a mamãe tava falando com o Tio George no telefone quando eles entraram.

- Ah...
- Aquele advogado.

- Quando a polícia chegou eles ficaram com medo e foram embora.
- Os homens eram brancos ou negros?
- Não...
- Os três eram asiáticos.

- O quê?

PÁG.143

- Que tal um pouco de chá?

- Ah, seria ótimo.
- Os chás chineses são parecidos com os do Japão, você vai se sentir em casa.
- É chá Lingzhi.
- Suk-Lu preparou.

- Você irá ficar revigorado.

- <Eles tão demorando bastante, né...>

- <Sim.>

- <E se eles não voltarem...>

- <Não diga que...!>

PÁG.144

- <Isso não aconteceria!>
- <Mas também tem o Michael e a Jessica.>
- <Temos que pensar no que fazer se tudo der errado.>

- <Deixar com a polícia?>

*THUMP*

- <Ibe!>
- ...

- <Ibe!>
- !
- <Ibe! O que aconteceu!?

PÁG.145

- Hã?

*PRIK*

- ...

PÁG.146

- O QUE VOCÊ FEZ COM ELES!?
- FALA LOGO!!

- Eu neutralizei os movimentos dele.
- Agora ele não pode mais mexer os braços e pernas ou falar.

*prik*

- Acupuntura para o nervo óptico.
- Agora ele não pode ver também.
- E finalmente...

*prik*

- Agora ele não escuta.
- Sem sentidos e sem movimentos.
- Igualzinho a um vegetal!

PÁG.147

- Com o Ibe as coisas estão diferentes.

- Eu vou te levantar um pouco.

- Ele consegue enxergar e escutar perfeitamente.
- E está consciente.

- Mas não consegue falar ou tampouco se mexer.
- Foi assim que misturei a droga.

PÁG.148

- Então ele viu tudo.
- Agora ele sabe que você é um traidor.

- Olha só, Senhor Ibe...
- Chinatown não é o bastante pra proteger vocês. Eu vou levar o Eiji comigo.

- Se quiser ele de volta, terá de ir até o Senhor Lee em Nova Iorque.
- Não você exatamente... só o Ash e o Max.

- Caso contrário, o garoto vai parar nas mãos do Dino Golzine.
- Quando vê-lo de novo, a vida dele estará em suas mãos...
- Mas não sua inocência.

PÁG.149

- Vai levar mais de uma hora para o efeito da droga acabar.
- E quando acabar, você sentirá muita dor, Ibe.
- E vai levar um dia inteiro pra isso passar.

- Entendeu tudo?
- Não falhe em repassar o recado para o Ash.

PÁG.150

- O carro chegou.

- Hora de ir embora, Shorter.
- ...

- Foi mal, Ibe.
- Mas eu te prometo uma coisa!

- Eu vou proteger o Eiji com a minha vida.
- Não vou deixar ninguém machucar ele!

PÁG.151

- ...

- Te dou a minha palavra!
- Juro que não vou sair de perto dele.

- ...

PÁG.152

[Sem texto]

PÁG.153

- ...

- O que foi? Tá pesando na consciência?
- !

- Já é tarde demais pra voltar atrás.
- Você é forte o bastante pra fazer o que precisa ser feito?

- ...

PÁG.154

- Pra onde estamos indo?

- Para o aeroporto.

- Neste exato momento, os homens do Golzine devem estar aterrisando.
- Iremos para a costa leste num jato particular.

- Banana Fish é uma droga bem estranha...
- Acho que consigo ver o porquê de tanto alarde por causa dela.

PÁG.155

- Você ao menos sabe do que cê tá falando!?
- Só um pouco...

- Eu já estudei dezenas de milhares de plantas e ervas medicinais.
- Desde que eu tinha seis anos, tenho conhecimento sobre drogas e venenos armazenados em mim tal qual uma enciclopédia.

- Essa substância em especial é bem interessante...
- Me pergunto se é por causa dela que meu irmão me quis envolvido nisso, ou talvez...

- Mestre Yut-Lung!

- Eu sei.
- "Não espalhe nenhum segredo", né?

- Eu sei muito bem disso...

PÁG.156

*THUD*

- ...

- Hnn...

- Ei...

- Eiji...

PÁG.157

*BLAM*

- A-Ash!?

- Temos que voltar pra casa do Dawson!!

- Chinatown vendeu a gente!!
- Eiji e Ibe tão em perigo!

PÁG.158

- ASH!
- Peraí, do que você tá falando!?

- O que tá havendo?
- ...!

- Nossos amigos estão em perigo...
- Precisamos voltar!
- O quê!?

- Pera lá, por que você precisa ir!?
- Eu não posso explicar!
- Você precisa entender, Jessica!

- Eu ainda te amo.
- Eu vou voltar, prometo! Você precisa cuidar do Michael agora.

PÁG.159

- ASH!
- ESPERA, ASH!
*SKREECH*

*BLAM*

- Eu não acredito que fizeram isso com a gente!

- !?
- Eu sabia que ele não era quem parecia ser!
- Foi aquele desgraçado do Yut-Lung!

- ...

- Mesmo se esse for o caso, talvez o Shorter consiga impedí-lo de alguma forma!

PÁG.160

*BLAM*

- SHUNICHI!
- EIJI!

- !

- Shunichi!
- ...
- Cê tá bem, cara?

- O que aconteceu, Shunichi!?
- Cadê o Eiji e o Shorter!? O que houve com eles!?

PÁG.161

- Hnnn...
- Uhh...

- !?
- Acho que ele não tá conseguindo falar!
- !

- Drogaram ele!

- AQUELE DESGRAÇADO!

- PRA ONDE VOCÊ VAI!?

- Pra onde mais seria!? Chinatown!
- É o único lugar pra onde podem ter ido!

PÁG.162

- Espera, Ash!
- O Shunichi...

- ...
- N-não...

- Hã?

- Nããããão...

- "Não"? Não foram pra Chinatown?

- Bom, pra onde então!?
- Pra onde aqueles arrombados levaram o Eiji!?

PÁG.163

- O quanto mais você vai nos fazer andar?

- Você poderia ter usado uma cadeira de rodas.
- Mas queria ficar perto dele, né?

- Seu irmão mais velho está esperando por você na sala VIP.

- Mestre Yut-Lung.

- Pelo jeito teve êxito em sua missão.
- O Mestre Hua-Lung o espera...

PÁG.164

- Bem-vindo de volta, Yut-Lung.

- Belo como sempre.
- Mesmo que seja meu irmão mais novo, arranca suspiros.

- ...

- Diga aos nossos convidados que eles chegaram.
- Sim, senhor.

PÁG.165

- Meus agradecimentos a você, Shorter Wong.
- Me certificarei de falar de seus esforços par ao meu irmão mais velho.
- Seu futuro está seguro conosco.

- Eu não vou sair do lado do Eiji!
- E não preciso de nenhum favor seu!

- Hmm...
- Então ele tá com peso na consciência, afinal, traiu os amigos.
- Parece determinado em proteger o japonezinho.

- Entendo seus sentimentos, mas-

- Perdão-
- Parece que nossos convidados já chegaram.

PÁG.166

- !

- Arthur...

PÁG.167

- E aí, Shorter...
- Há quanto tempo!

- Perdeu peso? Essa vida de correria não combina contigo.
- Desgraçado...
- Então se rebaixou a virar pau-mandado deles.

- Cuidado com o que diz.
- Eu não sou só mais um trombadinha de rua que nem você. Agora a área toda é minha!

- Ou seja, pau-mandado deles.
- Teve que cheirar muito cu alheio pra chegar aqui, né?

PÁG.168

- E é por isso que...
- Todos escolheram o Ash ao invés de você!

- O quê!?

- Ele tem algo que você nunca será capaz de alcançar, não importa o quanto tentem derrubá-lo.

- Você nunca vai vencer!
- E um belo dia vão esfregar isso na tua cara!

- ...

PÁG.169

- Pra alguém na sua posição...
- Até que tá convencidinho, viu?

- Hora de correr com o plano. Vamos levá-lo e ir.
- NÃO!

- O quê!?

- Eu vou junto.
- Eu não vou sair do lado dele!

- Foi mal aí mas Papa Dino não precisa de um lixo que nem você vindo junto.

- !?

PÁG.170

- Ele só quer o japinha.
- Só olhou uma foto dele e já o quis na coleção.

- Arthur, você não se atreva!

- Ash vai se odiar quando descobrir que aquele que salvou sua vida irá passar pelo mesmo inferno que ele por culpa dele mesmo.
- E aí finalmente vamos ver quem vence quem!

- VOCÊ TÁ ENGANADO!!

PÁG.171

- !

- Se você me fizer largá-lo, eu corto a garganta dele aqui agora mesmo!

- O quê!?

- Como vai ficar se mais um bichinho do Golzine morrer?
- Então farei o mesmo a mim.

PÁG.172

- Ele não vai sozinho, não vou deixar.

- ...

- Hahahahaha...

- Hihihi....
- Não seja rude, Yut-Lung.
- Perdão, eles são tão-

- Ria o quanto quiser! Pode parecer estúpido!
- Mas como vai ser? Vai me levar junto ou não!?

- Que bagunça...

PÁG.173

- Ele parece falar sério. Já que sou em quem mando aqui, acho que posso atender o pedido dele.
- Tudo bem com isso, Arthur?

- Explicarei tudo para o meu irmão e para o Senhor Golzine.
- ...

- Não toquem nele!
- Mas podemos pegar uma cadeira de rodas.
- Não precisamos disso!
- Mostrem o caminho a ele.

- Por enquanto.

- ...

PÁG.174

- O que houve?
- Você não parece calmo e reservado como sempre é.

- Nada...
- Só tô cansado.

- Pegou a informação que queríamos?
- Sim.
- Passe para nós.
- Não posso.

- O quê?

- Está na minha cabeça.

- Eu vou falar diretamente com o seu irmão mais velho.

- ...


PÁG.175

- Certo...
- Faça como quiser.

- Ele parece satisfeito com a sua performance.
- Você certamente será recompensado.

- Ainda assim-

- Você parece mais e mais com ela a cada dia. A mulher que levou seu pai à loucura.
- Não à toa ele te amava tão cegamente.

- ...

- Eu ainda me lembro bem dela.
- Eu tinha quinze anos quando ela morreu
- Ela parecia muito com você.
- Uma mulher belíssima que ela era.

PÁG.176

- Me lembro bem dela.
- Mesmo que eu tivesse só seis anos.
- Eu chorei por ela até não poder mais.

- Você ainda está com raiva?

- Isso já passou.

- Foi há mais de dez anos.

PÁG.177

- ...

- Shunichi, você tá bem?
- Consegue falar? Não...
- Se dói, descanse.

- Nova... Iorque...

- ...
- Golzine!

- Disseram... ir... Chinatown...
- Eiji..
- Se quer... ele de volta...

- ...

PÁG.178

- Então o Shorter tá nisso também?

- Foi aquele Yau-si que entrou em contato com eles.
- Ele não é filho do Dawson coisa nenhuma.

- Eu não acredito que o Shorter iria...
- Por quê ele faria isso?
- Não podemos ser tão duros com ele.

- Ele é chinês também. Eles seguem regras que não entendemos.
- Duvido que tenha sido fácil pra ele.
- Se eu tivesse prestado mais atenção...

- A irmã dele tá em Nova Iorque...

- Merda! Eu não tinha percebido!

PÁG.179

- Temos mais dois inimigos com quem lidar agora.
- Não vamos deixá-los fugirem ilesos dessa!

- ...
- Shunichi!?
- O que houve? Tá doendo!?

- QUEM TÁ AÍ!?

- !?

PÁG.180

- EU OUVI VOCÊ!

*SHOO*

- ...?

- Ok, você aí!
- Atrás do sofá!

PÁG.181

- Tô ouvindo sua respiração...
- E consigo te ouvir se mexendo.

- Eu não tô lá de muito bom humor agora...
- Apareça ou senão vou atirar!

- E-Espera! Por favor!
- Estou indO! Não atire!

- !?

PÁG.182

- Quem diabos é você!?

- Eu que deveria estar perguntando isso!
- Quem vocês pensam que são pra invadir a casa dos outros assim!?
- Eu moro aqui!

- O quê!?
- Não me diga que você é o...

- Isso mesmo, Dr. Alexis Dawson.

PÁG.183

- Sério? Obrigado. Entendo.

- Com licença, cavalheiros.

- Há algum problema?

- Nenhum, Coronel. Antes tinha, mas...

- Eram boas notícias ao telefone.
- O problema não vai mais durar muito.

PÁG.184

- O que aconteceu com o garoto e o Repórter que você falou mais cedo?

- Não precisa se preocupar com isso, Senador.
- Tudo foi acertado.

- Espero que sim, Golzine.

- Um repórter envolvido complicaria as coisas.
- É culpa minha.

- Eu não fazia ideia de que o Dawson seria tão teimoso sobre isso.
- Se me permite dizer, me parece complexo de inferioridade em relação ao irmão mais velho dele.
- Um verdadeiro tolo!

- Assim que o "produto" for finalizado, os irmãos Dawson deverão ser eliminados.
- Quanto menos pessoas souberem disso, melhor.
- Precisamos encontrar Alexis Dawson.

- Senador, é por isso que estamos mantendo a casa do Alexis Dawson em Los Angeles sob vigilância.
- Essa é a boa notícia da qual eu falei... Ele está preso lá.

PÁG.185

- Isso é tudo?
- Suspeitamos de que ele esteja se encontrando com o repórter e o garoto, mas...

- Não há nada com o que se preocupar. Já temos um plano que lidará com todos os três.

- Deixaremos isso com você então.
- A propósito, tem certeza de que o "produto" vai funcionar direito dessa vez?

- Tudo que precisamos é de fazer testes.

- Em um humano?

- Não pode ser como da última vez...
- Conseguimos fazer parecer que foram suicídios, mas...

- Não se preocupem, senhores.
- O "Banana Fish" já foi aperfeiçoado.

PÁG.186

- E eu já tenho uma cobaia para o teste final.

*RMMMMM*

PÁG.187

- ...

- Eiji...
- Foi mal, cara...

- Eu nunca me arrependi tanto de alguma coisa na minha vida!

PÁG.188

- Eu te prometo...
- Se o Dino tentar fazer alguma coisa com você, eu...

- Eu vou te levar embora antes mesmo que você saiba o que aconteceu.
- Se as coisas acabarem assim, eu vou tomar conta de você. Não vou permitir que você sofra.

- ...

PÁG.189

- Isso aqui vai funcionar como antídoto contra a anestesia que deram nele.

- Mas parece que foi um veneno natural, não uma droga sintética.

- O cara tem milênios de intrigas chinesas no sangue, é?

- É incrivelmente efetivo. Adoraria descobrir o que é isso.
- Por que não pergunta ao seu filho? Foi ele que deu isso.

- O quê!?

PÁG.190

- Eu não tenho nenhum filho.
- Eu sei que não.

- Queremos a verdade sobre o Banana Fish.

- !

- Foi você que o criou, não foi?
- Doutor Alexis Dawson!!

- ...

PÁG.191

- Quem-
- Quem são vocês!?

- Por causa dessa droga que você inventou...

- Deram isso pro meu irmão no Vietnã há dez anos atrás!
- Depois disso ele virou um vegetal até o seu irmão matá-lo!

- O quê?!

- Eu estava lá quando aconteceu. Éramos do mesmo time e ele era meu melhor amigo. Temos direito de saber a verdade, doutor!

PÁG.192

- ...

- Ei!!

- Ash!!
- Pare!

- Vamos direto ao ponto!
- As pessoas com quem o seu irmão se meteu sequestraram um dos meus amigos!!

- Como é!?

PÁG.193

- Entendo...

- Venham comigo.

- ...

*KREEEK*

- Parece que eles bagunçaram tudo.

- Onde você esteve até agora?
- Por que voltou do nada?

PÁG.194

- Pelos últimos dois ou três meses eu estava sendo vigiado por uns homens estranhos. Pensei que talvez estivessem com o meu irmão... Isso me preocupou o bastante para que eu fosse me esconder em Santa Mônica por um tempo.
- Então descobri que alguém acessou o meu computador, daí pensei que meu irmão havia voltado.

- Fui eu.
- Pelo terminal do seu escritório.

- Foi você?
- Seu sistema era protegido, então não consegui toda a informação que eu queria.

- Esse sistema é só uma isca. As informações de verdade não estão ali. Se vocês forem do nível do meu irmão, nada disso faria bem.
*klik*

*SHHF*

- !?
- !

PÁG.195

- Uma sala secreta?
- Ainda bem que eles não descobriram.

- Desde que eu criei aquilo- Não, desde o dia que meu irmão pegou aquilo...
- Temi que esse dia chegaria.

- Foi pra isso que construiu essa sala?

- Sim, sentem-se.

- Por onde eu começo? Foi há uns quinze ou dezesseis anos atrás, talvez até mais...

PÁG.196

- Eu estava começando no meu laboratório e meu irmão ainda era estudante.
- Se você disser que não tínhamos dinheiro, você acertou.

- Nós mal tínhamos o bastante para nós dois, e então outro colega nosso decidiu montar um laboratório para fabricar drogas para vender aos estudantes em troca de dinheiro.
- Nós éramos jovens e tolos.

- Isso acontecia bastante na época.

- Foi por um acaso do destino que preparamos aquuele pesadelo...

- ...

PÁG.197

- Nadia?

- A chuva tá piorando...

- O que aconteceu? Por que está tão deprimida?

PÁG.198

- Eu tô com medo...
- Não consigo parar de sentir que tô sendo vigiada.

- Mas de qualquer forma, você tá me vigiando também, não?

- Não diga assim!

- Você tá se arrependendo disso?

- Você não entenderia...

- Isso mesmo, eu não entenderia nada relacionado ao seu mundo, né?

PÁG.199

- A "Vontade do seu povo" é mais importante que sua própria felicidade, é isso?
- Foi pra isso que abandonou sua liberdade? Por quanto tempo mais teremos de nos ver às escondidas?

- Meu irmão não me perdoaria.

- Shorter!
- Você vive pelo seu irmão!?
- Você pararia de me ver se ele te mandasse fazer isso!?
- O que está fazendo aqui então!?
- Charlie...
- Por favor...

- ...

- Perdão por ter gritado...
*RRING*

- Alô?
- Um momento.

PÁG.200

- É pra você.
- Hã?

- Alô?
- Serei bonzinho e presumir que está trabalhando.

- I-Inspetor!
- Você não vai mais proteger a moça, pode voltar pra delegacia!
*IHHH*

- O quê? Eu...
- Devo admitir que minha conduta possa ter sido meio amadora, mas eu estou de guarda-
- Não é isso. Eu já sabia do relacionamento de vocês há muito tempo.

- Nós fomos desligados do caso, em definitivo.

- Vocês serão tirados desse caso, Jenkins.

PÁG.201

- Mas por que, chefe!?
- Houve uma reclamação na prefeitura.

- Vocês tão invadindo a privacidade alheia sem provas concretas.

- Tá falando do Dino Golzine?

- Que bom que não tive de dizer o óbvio, é isso mesmo.
- Mas- Aqueles três não se mataram! Eles foram assassinados!

- Dino Golzine de alguma forma os matou pra intimidar outras gangues!

- E cadê a sua prova disso!?
- Eu já li o seu relatório várias vezes e todos as testemunhas confiáveis disseram "suicídio"!
*SNAK*

- E como assim "de alguma forma"?

- ...

PÁG.202

- Esse caso está encerrado. Foram suicídios.
- Vocês só estão desperdiçando dinheiro público.
- Só volta pra cá, Charlie...
- Foi assim que decidiram.

*CLIK*
- Alô? Alô!?

- O que houve?
- Eu não sei.

- Que seja, tô voltando.
- Alguma coisa aconteceu.

- O meu irmão não...

- Não, não foi nada com o Shorter.

PÁG.203

- Você vai me falar se o Shorter voltar, não vai?

- Nadia! A vida dele tá em perigo!

- Eu sei...

- Eu não vou trair sua confiança. Acredite em mim!

PÁG.204

- Bom trabalho, Arthur.

- Imagino que esteja cansado depois da longa viagem.
- O representante do Golzine deve estar chegando em breve.
- Por favor, relaxe até lá.

- ...

- Shorter Wong, você fez muito bem.

- Vocês dois, venham comigo.

PÁG.205

- ...

- Chineses, nunca dá pra saber o que eles tão pensando.

- Cala a boca!
- Não me misture com eles!

- Fale o que quiser, consigo ver que porque está tão agitado.
- ...

- Ora, irmão...
- O que tem a me dizer?

PÁG.206

- Ouvi dizer que se recusou a entregar a informação.
- É porque eu não poderia entregá-la.

- Ash Lynx ficou com as impressões.
- Apesar disso, eu me lembro de tudo.

- ...

- Então, perguntarei de novo, o que é "Banana Fish"?

- Algo inútil para nós.

PÁG.207

- É um composto orgânico de alcalóides que agem diretamente no sistema nervoso autônomo para simular os efeitos de uma parada cardíaca aguda.

- Em alguns minutos, a morte chega.
- Parece muito com uma parada cardíaca. O maior destaque é que ela não deixa nenhum rastro e não pode ser detectada em autópsias.
- É ideal para assassinatos.

- Incrível...

- Você que me ensinou tudo sobre o assunto.

- ...

PÁG.208

*BLAM*

- ...

- Por que não trouxe os papéis!?

- Se você conhecesse Ash Lynx...
- ...saberia que ele não é um sujeito qualquer...

- Foi pra isso que eu te mandei lá.
- Tá me dizendo que você não foi páreo contra ele?

PÁG.209

- ...

- Espero que não esteja mentindo pra mim!

- Por que eu mentiria...

- Lembre-se bem, se você sequer pensar em me desobedecer...
- ... eu vou quebrar esse seu pescoço magrelo com minhas próprias mãos!

- Hua-Lung, você deverá levar esses dois ao Dino Golzine em meu nome.
- Descubra que tipo de homem é o nosso inimigo com seus próprios olhos.

- Entendido, irmão mais velho.

- ...

PÁG.210

- Você vem também.
- Como um refém até essa confusão com o Ash Lynx ser resolvida.

- !

- Eu ainda não tenho ideia do que ele tá tramando.
- Tô convencido de que conseguiremos uma fatia do mercado europeu dos Corsicanos, desde que não nos rendamos.
- Com você de refém o Golzine não vai suspeitar de nada.

- Ele não sabe que você também é conhecido como "Yut-Lung".
- É seu trabalho descobrir o que ele tá tramando.

- Se preciso, durma com ele.
- Imagino que você seja bem o tipo dele.

- ...

PÁG.211

- Relaxa que vou fazer com que você volte. Eu ainda tenho trabalho pra você.

- O que me diz?

- ...

- Entendido.

- O subordinado do Golzine chegou.
- Certo.

- Prepare-se, Yut-Lung.
- Vá se arrumar.

PÁG.212

- Você acha que ele não suspeita de nada...
- ... mas a verdade é que você é quem foi enganado, irmão.

- Se o que eu imagino for verdade...
- Banana Fish é MUITO mais do que uma droga para assassinato.

- Pesadelos.

- "Pesadelos"!?

PÁG.213

- Você deve saber que algumas drogas como LSD são alucinógenas.
- E a natureza dessas alucinações depende do estado mental do indivíduo.

- Se ele estiver com pensamentos negativos. Então ele pode ter um ataque de loucura.
- ...

- O Banana Fish causa ataques de loucura em todo mundo, não importa o estado mental em que o usuário se encontre.
- É impossível escapar dos pesadelos causados por essa droga. Medo, fúria e todas as emoções negativas possíveis são amplificadas.

- ...
*cof*

- Eu não tinha ideia de que era isso. Mas isso não faria dela uma droga muito boa, não?
- Digo, não teria mercado para algo tão perigoso assim!

PÁG.214

- E por que as forças armadas tão interessadas nisso?

- Correto, se essa fosse a história toda, o "Banana Fish" seria só mais um alucinógeno qualquer.
- Mas ele faz todos aqueles que o usam sujeitos a estímulos externos.

- Já ouviram falar em "Ordens quimicamente assistidas"?
- ?
- Sim!

- Foi desenvolvida primeiro pelos soviéticos. E eles queriam usar drogas e comandos via hipnose para fazer as pessoas serem espiões para eles ou executarem assassinatos, correto?

- Mas eles não conseguiram fazer funcionar, era muito imprevisível.
- A droga tinha efeito por um tempo limitadíssimo e todo mundo que tomava reagia diferente.

- Com o Banana Fish, essa técnica tem 100% de eficácia.

PÁG.215

- Isso não é só uma droga, vai ser usada como uma arma.

- Se der isso para qualquer um e submeter essa pessoa a algum nível de estresse...
- Por exemplo, se você disser "fulano está tentando te matar. Mate-o antes que ele te mate"...
- Eles farão exatamente isso.

- O-O quê!?
- !?

- Se disser "todos os comunistas são do mal. Elimine-os da face da Terra" é exatamente o que eles tentarão fazer.

PÁG.216

- Não pode ser...

- O primeiro a perceber isso foi o Abraham.

- Nosso amigo, Eddie Frederick tomou a primeira dose e morreu.
- Ele morreu de uma forma horripilante... eu me assustei e joguei tudo fora.
- Mas Abraham tinha mais um pouco disso guardado e levou até o Vietnã.

- Os soldados, os moradores...

- Ele os usou como cobaias!?
- Ele usou nossos amigos e o Griffin como cobaias...

PÁG.217

- Aquele desgraçado!

*THUMP*

- O "PEIXE DA MORTE"!? QUE TIPO DE PIADA É ESSA!?
- POR CAUSA DESSA DROGA, PESSOAS COMO O MEU IRMÃO, O SKIP...

- Griff, ele...
- Durante todos esses anos ele tava vivendo um pesadelo...

- Pelo menos agora eu sei o que aquele careca de merda tá planejando.
- Ele se juntou ao seu irmão, ou foi o contrário.

PÁG.218

- Eles vão tentar vender isso pro governo americano!

PÁG.219

- Obrigado por esperar. Vamos indo.

- Quem é essa mulher?
- Ela não tava com a gente em Los Angeles...

- Não é uma mulher.
- É o meu irmão mais novo.

- ...

- O que foi?

- Nada...

PÁG.220

- É mesmo?
- Não te incomoda que você tá sendo oferecido como presente?

- Eu sei que é inútil resistir contra meus irmãos mais velhos.
- Se eu não puder escapar...

- Eu irei destruir todos nós de uma vez.
- Interessante sua mudança de atitude.

- Eu nunca vou me esquecer...
- Foram vocês que mataram a minha mãe!

- Eu vou exterminar todos vocês!
- Eu estive esperando por essa vingança há muito tempo!

PÁG.221

- Não acredito...

- Quando descobri que o Abraham tava conduzindo experimentos em humanos...
- Eu o confrontei e peguei a droga de volta. Eu iria destruí-la, mas...

- Mas você não fez, né?

- ...

- Eu deixei só um pouco para análise e pesquisa...
- Mas por causa disso o Abraham roubou a fórmula e vendeu isso pra Máfia Corsicana!
- Por que não destruiu isso de uma vez por todas!?

- Eu sou um cientista...

PÁG.222

- Eu não poderia simplesmente destruir uma grande descoberta...

- !
- ASH, NÃO!
*WHOOSH*

- ME SOLTA!
- ISSO É O MÍNIMO QUE ELE MERECE!
- Eu sei...

*KRAK*
- MAS EU COMEÇO!

PÁG.223

*WHMP*

- Shunichi!!

- ...

- Bom te ver andando de novo!

- Foi mal por revidar assim depois de voce ter ajudado, mas...

PÁG.224

*POW*

*THMP*

- Essa... foi pelo Eiji!

- ...

PÁG.225

- Então é esse o plano do Dino Golzine.
- Se ele se aliar ao governo americano, os corsicanos irão dominar tanto a União Sicilana e as tríades. Eles serão o mais poderoso grupo de crime organizado do mundo!

- Dawson, você já ouviu falar de um homem chamado Steven Thompson?
- Ele me deu uma amostra da droga...

- Foi ele que me deu esse endereço.
- ...

- Ele morreu então?
- Entendi...

- Como você o conheceu?

PÁG.226

- O irmão mais novo dele morreu no Vietnã, vítima do meu irmão.
- Ele usou seu poder como oficial de inteligência para conseguir informações sobre mim... Ele estava obcecado em me achar.

- ...

- Perdão por dizer isso, mas...
- o seu irmão é um cretino!
- ...

- O que houve?
- Shh!

PÁG.227

- Acabei de ouvir armas sendo carregadas.

- O que tá havendo?

- Parece que são sete...
- Não acredito que estou de costas pra porta!

- Ora, ora, parece que estão todos aqui.

PÁG.228

- O Lince e o Lobo todos no covil do Doutor Dawson!
- E você deve ser o fotógrafo.

- Vocês são capangas do Lee?

- Exatamente!
*shhk*
*shak*
- E viemos levar vocês pra Nova Iorque!

- Vão mesmo?
- !

- Olha lá, moleque, quem garante o que pode acontecer com os reféns?

- Eu por acaso falei que tava resistindo?

PÁG.229

- Em fila!
*KLIK*

*TCHK*

*TCHK*

*TCHK*

- Ei!
- Espera aí...

- Por que eu sou o único com as mãos pra trás!?
- Isso é injusto, cara!
- Como que eu vou mijar?

- ...

- *WHSH*
- Ei!

PÁG.230

- Hmm...

- ...

- Grandinho isso aí, hein, garoto?
*SKWNCH*

- Uma Magnum .357 Smith & Wesson...

- Acha que é sou novinho demais pra andar com um brinquedinho desses?

- EU ACHO QUE-

*KRAK*

PÁG.231

- VOCÊ É O MAIS PERIGOSO AQUI!

*WMP*

- ASH!

*KCH*

- Escuta aqui, garoto.

- A gente não é burro igual os Corsicanos.
- Não adianta tentar nos enganar.

PÁG.232

- ENTENDEU!?
*THUD*

- SEU COVARDE! ELE TÁ ALGEMADO!
- TÁ TENTANDO MATÁ-LO!?

- Eu adoraria...
- Mas querem ele vivo.

- ...

- Max.
- Sua esposa é uma mulher muito boa.

PÁG.233

- Ora seu...
- Você foi um deles...

- Se acontecer alguma coisa contigo eu tomo conta dela.
- Relaxa, tiozão.

- ...

*THOK*

- ...

- O mundo é duro, não leve isso tão pro pessoal.

- Eu vou me vingar...

- Se vingar? Quanto que carne branca tá valendo hoje em dia?

PÁG.234

- Levem o carro pros fundos. Vamos direto pro aeroporto.
- Vamos acabar com esse lugar!

- Cê tá bem, tio?
- ...

- Eu vou ficar...
- E você?

- Só um arranhãozinho de nada.

- Me lembre de nunca mais puxar briga contigo.

*GLUG GLUG*

*SPLSH*

- !?
- O que eles tão fazendo?
- Pra trás!
- Eles vão-!

PÁG.235

- ELES VÃO BOTAR FOGO EM TUDO!

- !

- ESPERA UM POUCO!?

- Pare! Por favor!
- Minha pesquisa! Tudo que eu fiz!!
- Eu imploro!

*SMAK*
- Sai da frente!

*WHOMP*

*KRAKL*

PÁG.236

- Ah...
- Por favor, parem!

- Foi mal aí, vovôzinho, mas me mandaram apagar todos os vestígios.

- Bora logo!
*KRRRRRRKLLL*
- ...
- Anda logo! Quer morrer queimado!?

PÁG.237

- Bem-vindo, Lee Hua-Lung. É um prazer vê-lo.

- Sinto-me honrado.
- Estou aqui como representante do meu irmão.

PÁG.238

- Mande a ele meus mais calorosos cumprimentos.
- E também que eu adoraria jantar com ele para falar de negócios um dia.
- Vejo que é um jovem ambicioso. Já lidei com esse tipo antes.

- Será um prazer repassar sua mensagem...
- Monsieur Golzine.
- É difícil prever este homem. Eu sei que ele está escondendo algo, mas o quê?

- <Eles irão discutir agora.>

[Nota pra edição: Tal qual Eiji e Ibe falam em japonês entre si, agora teremos personagens que falam em chinês entre si, apesar de nem de longe ser tão frequente quanto o que acontece entre Eiji e Ibe. Estarei traduzindo do texto em inglês olhando o original em japonês para fazer ajustes quando necessário. Na edição americana nessa última fala não tem isso, mas na versão japonesa do mangá, aparecem os caracteres em chinês e o texto em japonês em parênteses. Pode mudar a fonte a partir daqui ou simplesmente deixar o texto chinês ali e botar o texto em português entre parênteses ou simplesmente botar essas falas em chinês entre algum símbolo. Enfim, fica a critério, apesar de eu gostar mais da opção de manter os textos em chinês e botar o traduzido entre parênteses depois]

PÁG.239

- <Por que não falou de mim pra eles, Shorter?>

- ?
- <Eu não queria fazer a eles nenhum favor>

- <Mas por que você está aqui?>
- <O que diabos seu irmão tá tramando?>

- Esstou na mesma posição que você...

- Como é?

- Meu irmão me mandou até aqui...
- ... como prova de lealdade de Chinatown.

- Hein?

PÁG.240

- Entendo.

- Que triste pra você.

- Um jovem de uma linhagem tão orgulhosa-
- E ainda assim, acaba como só uma ferramenta pra ser usado pelos outros.

- Usando a própria família como ferramenta! Até cachorros de rua têm mais honra que aristocratas como vocês!

- Olha lá como fala, idiota!
- Como ousa falar isso para alguém da família Lee!?
- Tá tudo bem.

- É verdade.

PÁG.241

- Mestre!

- Shh!
- O rei chegou!

- ...

PÁG.242

- Essa é a primeira vez que nos encontramos, Shorter Wong.

- Muita gentileza de sua parte se dar o trabalho de tomar conta do meu presentinho até aqui.

- ...
*shh*

- Uh!

- Me solta, porra!
- Careca de merda!!
- Não se preocupe, Shorter.

PÁG.243

- Logo mais você verá o Ash.
- Pode ficar ansioso.

- Ash!?
- Ele tá vindo pra cá!?

- Ele já tá na mão dos caras de Chinatown!
- Até porque a gente já tá com você e o japinha aí de reféns.

- Seu vendido filho duma puta!

- "Vendido"?
- Olha só quem fala!
- Foi você que bancou o espião com seus amigos e meteu eles nessa furada terrível.

PÁG.244

- Mal posso esperar pra ver a sua cara quando ver o Ash de novo!
- Ou a cara DELE quando te ver!

- ...
- Venha, Yau-si

- Quem é esse?
- É o nosso irmão mais novo, ele se chama Yau-si.

- Como prova de nossa lealdade, meu irmão me ordenou que o deixasse aqui com você até isso tudo ser resolvido.
- Por favor, aceite de bom grado.

PÁG.245

- Mas que bela surpresa, ele é tão bonito que pensei que fosse uma mulher. É como um truque de mágica do oriente, né?
- Se for de seu agrado, senhor, pode mantê-lo ao seu lado para obedecer suas ordens. Você tem a benção do meu irmão.

Hã?

- Pois bem, o aceito aqui, será meu querido convidado.

PÁG.246

- Yau-si, acorde-o.

- <Acho que seria melhor deixá-lo aqui.>

- Yau-si!

- Sim, senhor.

*PRIK*

- Anestesia por acupuntura.
- Acredito que já tenha ouvido falar sobre.
- ...

PÁG.247

- Hnnng...

- EIJI!!

- ...?

- Acordou?
- Tá me reconhecendo, samurai?

PÁG.248

- Arthur...
- Então a bela adormecida acordou.
- Pode ficar calminho aí que o Ash chega logo...
- Igual um príncipe encantado pra tentar te salvar.

- Você sabe quem sou eu, garoto?
- Eu sou Dino Golzine, o mestre do seu amigo, Ash Lynx.

- !
*GRRP*

*GULP*

PÁG.249

- É perigoso fazer movimentos bruscos. A paralisia vai te deixar devagar.
- Respire fundo.

- Yau-si...

- Te...
- Te pegaram também?

- HA!

- Mas é muito lerdo, viu!
- O Ash realmente tava com um estorvo e tanto!

- O "Você também" aqui é o mais novo dos irmãos Lee...
- O mais velho deles é o chefão de Chinatown, que vendeu vocês pro Golzine!

PÁG.250

- Hã?

- Calma que ainda tem mais!

- Shorter Wong...
- Ele traiu o Ash e sequestrou você!

- MENTIRA!

- Eu não vou cair nessa história maluca!
- O Shorter não é um lixo humano que nem você!
- Você não vai me enganar, nem tenta!

- Ora, ora...
- O quanto você pagaria pra ver?

PÁG.251

- Eu não sabia que você passava tanta confiança!
- Hmm?

- Fala pra ele, Shorter.
- Diga a verdade.

- ...

- Não pode ser, não é verdade...

- Ele tá mentindo, né, Shorter?
- Você jamais trairia o Ash!

PÁG.252

- Levem-no daqui.
- Ele será bem importante pro espetáculo que virá.

- Você fica!
- SHORTER!
- EIJI!

- SHORTER!
- O que o Arthur disse...
- Por favor, diz que é mentira!

- EIJI!
- FOI MAL, EU JUREI QUE NÃO IRIA DEIXÁ-LOS TE MACHUCAR!

PÁG.253

- SHORTER!!

- Calma aí, pequenininho.
- Você vai me ajudar também, de vários jeitos.

PÁG.254

*BAM*

- Estão confortáveis aí no porta-malas?

- Daqui uns 30 minutos estaremos sobre Manhattan.
- Parece até uma selva às vezes, né, Lince?

- ...

PÁG.255

- Arthur, me diga...
- Está pensando em algo?

- Sem querer desrespeitar seu gosto nem nada...
- Mas..

- Mas o quê?

PÁG.256

- Aquele chinês lá, o tal de Yau-si. Eu não gostei dele.
- Chinatown sabe muito bem do que você gosta, e eles te jogaram uma isca envenenada!

- Aquele japinha deve ser o bastante pra você.
- Não pense que sabe mais que eu.

- Eu já pensei a respeito de Chinatown.
- O que deveria te preocupar...

- ...É o território que te dei.
- Você já tem as ruas sob controle?

- Todas elas, exceto a gangue do Ash.

- ...

PÁG.257

- Eles não te obedecem, mas obedecem ao Ash.

- Eu poderia devolver as mesmas palavras a você.
- ...

- Antes disso, o Ash invadiu minha área e dominou tudo e virou líder de todas as gangues da vizinhança...
- com a SUA ajuda.

- Eu não o dei ajuda nenhuma.
- Ele fez tudo sozinho.

- Olha só, você ainda dá muito mole pra ele...

- Você não entenderia.

PÁG.258

- Eu criei o Ash.
- O encontrei, poli e eduquei...
- E o transformei no que ele é hoje.
- E eu serei aquele que vai destruí-lo!!

- Você não entenderia!

- Papa Dino...

- Tudo está em ordem.
- Excelente.

- Vamos, preparem-se para dar as boas-vindas aos nossos convidados.
- Tenho certeza de que você vai achar isso interessante. Me siga.

PÁG.259

- Eu já vi a sua cara antes.

- Foi você que deu um tiro no Griffin Callenreese...

- CALA A BOCA!!

PÁG.260

- CALA A BOCA!!
- CALA A BOCA!!
- O que um moleque como você saberia!?
- Não foi culpa minha! Eu nem imaginaria que ele estaria vivo ainda!!

- Por que não diz isso ao Ash? Fala pro irmão mais novo dele!

- !
- Ele vai chegar aqui logo.

- O Ash não vai te deixar fugir.
- Ele não é que nem eu. Ele vai sobreviver, e ele vai te matar! Pode ter certeza disso!

- Cala a boca! Ele não vai me tocar!
- Eu vou matá-lo antes de-
- O que está havendo aqui?!

PÁG.261

- Se você tem tempo de fazer essa barulheira, use isso pra se preparar.
- Eu quero que o espetáculo comece na hora que nossos convidados chegarem.

- Olá, Dino.
- Não se preocupe, está tudo sob controle.

- Você verá...
- Eu tenho 100% de certeza dessa vez.
- Eu não preciso do meu irmão aqui, eu consigo fazer isso perfeitamente sozinho.

- !

- Isso o quê? O Banana Fish?
- Olha só quanto dinheiro você gastou nesse equipamento. Tudo isso só pra fazer uma droga vagabunda?

- Nós veremos daqui a pouco se é uma droga vagabunda ou não.

PÁG.262

- Na realidade, VOCÊ vai ver.
- Sinta-se honrado que um vagabundo como você vai ser usado em nome da ciência!

- O quê!?

- !

- Você vai me fazer de cobaia!?

*BAM*

PÁG.263

- Shorter!!
- Eiji!!

- Que o show comece!

- VAI TOMAR NO SEU CU!! ACONTEÇA O QUE FOR, VOCÊ TÁ MORTO!

- PARA! POR FAVOR PARA!!

- NÃO!!

PÁG.264

*THMP*

- Tire os óculos dele.
- Pronto para registrar os dados?
- Sim, Doutor.

- O que tá acontecendo?

- Veja com atenção. Você queria saber sobre o Banana Fish, e essa será a sua chance.

- Intravenosa aplicada. Os efeitos vão começar daqui uns 5 ou 10 minutos.
- Na pior das hipóteses, em uns 20 minutos...

PÁG.265

- Os batimentos dele estão a 98 e subindo.
- Pressão sanguínea está 80 por 150.

- Estamos começando a ver mudanças nas ondas cerebrais.

- Pupilas se dilatando. O pulso subiu pra 120.
- E continua subindo...

- HAH
- HAH
- HAH
- HAH

- Shorter...
- Shorter, você tá bem!?

- Ele vai começar a ter alucinações!

PÁG.266

- Nesse momento podemos inferir qualquer coisa no subconsciente dele.
- Podemos até mesmo dar alguma ordem que ele fará.

- Ótimo.
- Continue.
- ?

- Ahhh..
- hah
- uuh?
- HAH
- HAH

- ?!
- Olha só, garoto.

*WHAM*

- Ok, Shorter.
- Olha bem pro rosto dele!

PÁG.267

- Aaaah... haaaaah... haaah...
- Não... p-por favor... se afasta...
*shk shk shk*

- Olha bem pra ele!!
*grrp*

- AAAH!!

- !?

- Shorter...
- Esse é o seu pior medo agora.
- Entendeu?

PÁG.268

- Seu pior medo!
- É assim que o seu pior medo é! Esse é o rosto do seu pior pesadelo!

- Somente você não poderá acordar!
- Você está no inferno, Shorter!

- Olha bem pra ele! Você tá com tanto medo que quer morrer!!

- Mas você não vai fugir! Não a menos que o mate!
- A dor só vai piorar! Você tem que matá-lo, é o único jeito!

- Mate esse garoto!
- Mate-o! MATE-O!!
- AAAAAAAARGHHHH!!

PÁG.269

- A cada segundo que ele estiver vivo, você está no inferno!
- Mate-o! Arma não vai servir, use sua faca!
- Ele deve ser desmembrado e esquartejado para morrer de verdade!

- Só assim você ficará livre dessa dor!
- Huuuuh... huuuh...
- LEMBRE-SE!!

- ...

- Então...
- Está vendo?

PÁG.270

- Esse é o poder do "Banana Fish"!
- Imagine só. Meros estudantes fizeram um laboratório pra tentar fazer droga pra vender e acabaram fazendo isso por acidente...
- Um belo acaso do destino...

- Você sabe o que virá...
- Iremos fazer um showzinho pro Ash.
- E os atores serão duas pessoas com quem ele se importa. O grande amigo dele rasgando esse garoto no meio. Ele irá ver tudo, e então...

- ...

pág.271

- Eles não só tem um avião próprio como também tem um aeroporto inteiro!
- Só nos Estados Unidos!

- Sim, temo que eles sejam os peixes grandes disso. Os Lees estão no topo da máfia chinesa internacional.
- Eles provavelmente devem ganhar ainda mais dinheiro que os EUA ou o Japão.

- Homens de negócios honestos já não existem mais. Só recebem as verdinhas às sombras.

- Trouxeram um Rolls!
- É um Silver Shadow...
- Cala a boca e entra!
- ...

PÁG.272

- Esse carro é do Golzine.

- Não, moleque..
- Ele é seu, e você sabe disso.

- O "A" é de Ash...

- Foi o seu presente de aniversário de 16 anos...
- ...
- ...com muito amor do Golzine, não foi?

- Eu nunca aceitei.

- Mas agora você irá.
- Isso aqui será o seu belo puro-sangue, garoto.

- Esse é o Ash Lynx?
- Isso aí, o próprio!
- Ele é o antigo chefe da gangue que o Arthur tava atrás.
- O Shorter tá com ele então?
- Temos que avisar rápido pro chefe!

PÁG.273

- Sou eu.
- Sim, muito bem...

- O que houve?

- O lince acabou de chegar.
- ...

- Poxa, que peninha, já estavávamos pra começar.

- Imagina só a decepção dele.
- ...

PÁG.274

- Deve estar sentindo remorso, mas...
- ... precisamos nos preparar para o espetáculo.

- Arrume-se.
- Eles virão para um jantar.
- Eu gostaria que você aparecesse.

- Estou ansioso, será um prazer ver Ash Lynx de novo.

- Aposto que ele sente o mesmo.

- O que houve? Parece que quer dizer alguma coisa.

- Você... Você não acha isso errado!?
- Olha o que você tá fazendo!

PÁG.275

- O quê?
- Dormir com ele?
*calma**
- Ou que ele queria curtir com nós dois ao mesmo tempo?

- TUDO!!

- Não é grande coisa, sabe.
- Seu amigo, Ash Lynx, passou pela mesma coisa.
- Ouvi dizer que ele começou como um dos garotos de programa de luxo do Golzine.

- Então ele foi promovido a ser brinquedinho exclusivo dele.
- O próximo presente foi um territóriozinho em Manhattan pra dominar, e ele mostrou que dava conta do recado com ou sem o Golzine.

- Ele foi de prostituto a um líder respeitável com sua própria força e inteligência.
- Ele totalmente deu a volta por cima.

- Não dá pra dizer que é algo bonito.
- Ele fez o que pôde pra sobreviver.

PÁG.276

- O motivo pelo qual não mataram o Ash ainda é que ele tem algo que as outras crianças não tinham.
- Dino Golzine é um connoisseur. Ele tem olho bom pra isso e conseguia ver algo no Ash, e é por isso que tentou criá-lo como seu braço direito ao invés de matá-lo.

- ...

- Você deve ter vivido uma vida bem tranquila até hoje.
- E é por isso que eu fico tão irritado quando olho pra você.
- Mas você não pode mais fugir.
- Você precisa se esforçar e dar uma olhada com atenção ao mundo o qual o Ash pertence.

- Do lado sombrio dele!

- O quê?
- Tomar banho?

PÁG.277

- Exatamente, Papa Dino o convidou para um jantar.
- Se você vier todo imundo assim é um insulto aos outros convidados.
- ...

- Mas que merda essa bicha velha tá tramando?
- Só pode ser brincadeira dele.

- Trouxemos o melhor cabelereiro e o melhor estilista da cidade.
- Você vai ficar arrumadinho pelo bem dos reféns também.

- Certo...
- Eu vou entrar no joguinho dele.

PÁG.278

- Minha nossa, meus ombros tão todos duros.
- Eu não uso terno desde o baile de formatura.
- Pra mim é a primeira vez.

- É mesmo? Combina contigo.

- Para com isso, cara.
- Eu tô parecendo um fantoche.

PÁG.279

- Eu espero não estar incomodando vocês dois.
- Eu tenho um belo entretenimento pra vocês após o jantar que imagino que irão gostar.

- Eu preciso de alguma forma entrar em contato com o Jenkins lá fora...

- E parece que o convidado de honra da noite está atrasado...
*KLIK*

PÁG.280

- ...

- !

- Esplêndido.

- ...
- Belíssimo.
- Como um aristocrata de berço.

PÁG.281

- Eu queria tanto te levar à europa e te apresentar à alta sociedade...
- ...Ash.

- Sente-se.
- Estávamos esperando por você.

- ...

PÁG.282

- Que mudança.
- Tal qual a cinderela graças à fada madrinha.

- ...

*SHFF*

- Pode começar a servir.
- Sim, senhor.

- ...
*CLIMÃO*

- ...

[Nota pra edição: eu realmente não sei como traduzir essa onomatopéia do penúltimo quadro, se é que é possível. A versão americana simplesmente apagou a existência dela. A autora só fez um "BOOOOTSU" com um arquinho passando pelo prolongamento do "bo" porque parece com "boat" do inglês. Detalhe legal que infelizmente se perde em toda e qualquer tradução pra outro idioma.]

PÁG.283

- Olha só como esse arruaceiro fica tão bem de terno.

- Eu escolhi esse especialemnte pra você.
- Dá pra acreditar?

- Ele tá com a mesma cara de uma águia prestes a engolir um lagarto inteiro.

- Romanée Conti.
- Ano 69, presumo.

- Bravo!

[nota pra revisão: Eu não sei porque diabos a Viz decidiu transformar a fala do Ibe num poema esquisito, mas traduzi de forma mais próxima do texto original em japonês, onde ele não faz poema nenhum]

PÁG.284

- Acertou de forma incrível.
- ?
- ?
- ?
*sniff*

- Estou muito feliz por não ter esquecido o que te ensinei.

- Essa promete ser uma noite inesquecível.

PÁG.285

- E então, Ash?
- Você gostou do presente?

- Quem iria gostar que fizessem um buraco na orelha?

- Esse brinco, eu pedi para que fizessem uma busca especial por uma pedra que combinasse com seus olhos.
- Não gosto de mencionar o dinheiro nisso...

- ... mas essa lasca verde transparente brilhante nos preços de hoje não custaria menos que $3000.000
*GLOOSH*

- !

- ...

PÁG.286

- $3000.000, meu deus...
- Quantos milhões de ienes só nessa pedrinha!?

- Então é por isso que a minha cabeça tá pesada.

- Talvez vocês não saibam, disso, mas...
- ...mas houve um tempo em que o Ash era uma "comodidade" importante de um clube que eu tinha.

- ...

- Essas comodidades eram ordenadas de acordo com o valor, com crianças loiras e brancas na categoria mais alta.

PÁG.287

- Há outras categoria mais profundas. Loiro claro estava acima de loiro escuro, e loiro platinado ainda mais acima de loiro claro.
- E quanto aos olhos, azul era maior marrom, azul-acinzentado estava acima de azul comum, e verde junto com verde claro estavam no topo. Quanto mais rara a cor, maior era o preço.
- De semiprecioso até jóia!

- E entre todos esses, o Ash era o que custava mais caro.

- Eu não consigo mais ficar aqui...

- Hmph.

- ...

PÁG.288

- Por que o Eiji e o Shorter não estão aqui?

- Eles não foram convidados.

- Mas não se preocupe, eles estão seguros.
- Você os verá depois.

- Não acredito que você tá preocupado com eles numa hora dessas.
- Olha bem pra sua situação.

- Que tal seguir seu próprio conselho?

- O quê!?

PÁG.289

- Sem briga.
- A sobremesa chegou.

- Um Champanhe Sorbet...
- Era o seu favorito, não?

- Eu te ensinei tantas coisas no passado...

- Te dei livros, tutores, ensinei maneiras à mesa e tudo sobre vinhos, para refinar os seus sentidos...
- E à sua mão eu dei o melhor da fabricação da Smith & Weson...

PÁG.290

- Eu nunca imaginei que você se voltaria contra mim...
- Nem nos meus mais insanos sonhos.

- De todas as feras selvagens que já conheci...
- ... você é a mais bela e a mais perigosa.

PÁG.291

- Bom...
- Vamos pôr um fim a essa farsa!

- Você gostaria de descer a negócios também, não é mesmo, Ash?

- O espetáculo está prestes a começar, vamos!

PÁG.292

- Hã?

PÁG.293

- QUEM TÁ AÍ!?

- Olha só que vergonhoso. Os caras que já andaram com o todo-poderoso Ash Lynx agora junto com os ratos e as baratas.

PÁG.294

- Quem são vocês!?

- Eu sou Sing Soo-Ling.
- O Chefe de Chinatown.

- "Chefe"?
- Para de brincadeira, quantos anos você tem?
- Vai fazer caquinha na fralda daqui a pouco?

- Eu me lembro como as pessoas julgavam o seu chefe pelas aparências acabavam mortas.

- !

PÁG.295

- Eu pensei que o Shorter Wong que tava cuidando de Chinatown.

- Aconteceram umas coisas aí e ele foi removido.

- Como assim?
- Quando o Shorter começou a trabalhar com o Ash...
- Bem, os caras lá de cima não curtiram muito.

- "Os caras lá de cima" quem?

- Olha aqui, não é da sua conta.
- Eu só vim perguntar uma coisa.

- Que porra que vocês tão fazendo nesse buraco? Vocês não deveriam estar trabalhando pro Frederick Arthur?
- É tudo dele agora, o Ash tá acabado...

PÁG.296

- Olha só, mesmo que o Ash fosse no mano-a-mano contra o Arthur e perdesse...
- a gente ainda estaria de boa com ele. Todo mundo que não quisesse andar com o Arthur pode só meter o pé.

- Mas não foi assim que tudo caiu!

- Não teve confronto nenhum entre o Arthur e o Ash!
- Foi culpa da Máfia Corsicana metendo a mão nisso!
- Nenhum de nós concordou com isso, e todo mundo que tentasse se rebelar contra o Arthur acabaria morto por esses cretinos da máfia!

- Sim, fiquei sabendo.

- Ash Lynx tá de volta na cidade.



PÁG.297

- O QUÊ!?

- O Golzine trouxe ele lá de Los Angeles.
- Minhas fontes são confiáveis. Ele provavelmente tá preso na mansão dele em North Caldwell.

- Se vocês querem ir pra guerra...
- ... nós podemos ajudar vocês.

- ...

- Por que está nos dizendo isso?

- O que vocês tem a ganhar?
- Isso não vai trazer problema pra vocês com os caras lá de cima em Chinatown?

- Os caras fizeram um acordo com o Golzine.

PÁG.298

- Mas nós não temos nada a ver com isso!

- Eu não sei que merda eles tão tramando.
- Mas nós temos nossas regras e o nosso chefe ainda é o Shorter Wong!

- ...

- Beleza, bora pra guerra.
- Como vocês lutam?
- Lutamos até a morte.

PÁG.299

Nova Jersey. Mansão Golzine.

*CHIK CHIK*

*KLIK*

- Olha só...
- E ainda pensaram que tinham me prendido?

- *KLAK*

PÁG.300

- Por aqui, por favor.

- Eu já vi aquele cara antes.

- É o Senador...
- E aquele general...
- Quem mais eu reconheço?

- Hã!?

PÁG.301

- Que bela visão, Ash.

- Você sabe onde está, não sabe?
- A câmara de execução do Papa Dino. Acho que você nunca pensou que estaria aqui.

PÁG.302

- Você é bem forte.
- Vamos ver quanto tempo você aguenta.

*SHP*

*shwip*

PÁG.303

*SHLSH*

- !

- Heh

PÁG.304

- Nem tem graça de cortar.
- Você é tão sangue-frio que isso aqui não é nada pra você.

- Não dá pra dizer que tô curtindo isso.

- Eu ainda não consigo entender o porquê...
- Mas só de te olhar me dá muita vontade de ferir.

- É mesmo, deve ser porque você é todo fodido da cabeça.

- Hehe

PÁG.305

- É assim que se fala, Ash.
*KREK*
- Não se esqueça disso.

- ABRAHAM!!

- E aí, Alexis!
- Quanto tempo.

- Fico feliz que tenha chegado.
- Peço perdão pelas algemas.
- Mas dê uma olhada.
- Aquela coisa que te assustou? A coisa da qual você queria se livrar?
- Agora eu consigo fazer sozinho! Eu consegui fazer funcionar sem a sua ajuda!

PÁG.306

- SEU IDIOTA!

- Pelo amor de deus, Abraham!
- Dar a droga pra máfia!
- Você tem noção do que está fazendo?

- Você entendeu errado, Alexis.
- Esse é um projeto importantíssimo onde estou envolvido para...
- Já chega, Dawson!

- Vou deixar o resto com você.
- Certo.

- Eu não irei tolerar falha!
- Você não irá me humilhar na frente dos meus convidados!

PÁG.307

- E-eu garanto que haverá sucesso dessa vez!

- Griffin?!

- O seu nome é Abraham Dawson, né?

- No Vietnã você deu uma droga para um batalhão de soldados sem eles saberem. Os homens que você tratou como cobaias morreram um após o outro...
- Não saia me acusando!
- Eu era médico lá e tava tentando salvá-los! Bando de mal agradecidos!

PÁG.308

- Todo dia me chamavam de "Rato judeu"
- O tempo todo me fazendo de idiota!
- Eu precisava dar um jeito neles da maneira que eu tinha à mão!
- Foi uma vingança justa!
- Você não faz ideia do inferno que era aquele lugar!

- Apesar disso...
- O seu irmão era diferente.
- Ele era o único que não me xingava, mas ele também era o único que não cooperava, então não tive escolha.

- Não teve escolha?

- Eu me lembro de ter escutado isso de outra pessoa.

- Griffin...

- Que tal essa agora?
- Você também não teve escolha pra trabalhar com o Golzine?

PÁG.309

- ...

- Se eu quiser te matar pode apostar que eu também "não tive escolha".

- Você chamou de "Vingança justa", afinal.

- Urgh...

- Você tá se achando o espertão!
- Pode esquecer, você vai morrer aqui esta noite!!

PÁG.310

*KREAK*

- !

- SHORTER!!

PÁG.311

BANANA FISH - VOLUME 3 [FIM]

Have you shown your appreciation today? Click the thanks button or write your appreciation below!

Comments
Add your comment:

Login or register to comment

Benefits of Registration:
    * Interact with hundreds of thousands of other Manga Fans and artists.
    * Upload your own Artwork, Scanlations, Raws and Translations.
    * Enter our unique contests in order to win prizes!
    * Gain reputation and become famous as a translator/scanlator/cleaner!
No comments have been made yet!

About the author:

Alias: Nintakun
Message: Pm | Email

Author contributions

Translations: 317
Forum posts: 36

Quick Browse Manga

Latest Site Releases

Date Manga Ch Lang Uploader
Mar 1 MH Yearbook 2013 Mangahe...
Jan 19 MH Yearbook 2012 1 Mangahe...
Nov 14 Houkago 1 Osso
Nov 14 Oragamura 1 Osso
Nov 14 Kenka 1 Osso
Nov 14 101Kg 1 Osso
Nov 14 Murder 1 Osso
Nov 14 Doubles 1 Osso
Nov 14 Pinknut 1 Osso
Nov 14 Kimagure 1 Osso

Latest Translations

Date Manga Ch Lang Translator
Jun 23, 2018 One Piece 908 en cnet128
Jun 22, 2018 Gintama 687 en Bomber...
Jun 22, 2018 Gintama 687 en kewl0210
Jun 19, 2018 Yakusoku no... 91 fr Erinyes
Jun 17, 2018 Yakusoku no... 90 fr Erinyes
Jun 17, 2018 Yakusoku no... 89 fr Erinyes
Jun 17, 2018 Shokugeki no Soma 267 fr Erinyes
Jun 17, 2018 Shokugeki no Soma 266 fr Erinyes
Jun 17, 2018 Shokugeki no Soma 265 fr Erinyes
Jun 17, 2018 Mahou Shoujo of... 57 en Lingwe